Braga Desporto Destaque Região

Causas. No jogo do Merelim só entrou quem trouxe saco com comida

Fernando André Silva

Dezenas de adeptos do Merelinense FC, assim como membros da equipa, participaram esta tarde em uma ação de solidariedade em Famalicão, a propósito do jogo frente à AD Oliveirense.

A entrada no jogo era paga com um saco de comida. Apesar do insólito, o evento foi bem divulgado e foram trocados cerca de 300 bilhetes por sacos com bens alimentares.

“Angariámos 400 quilos”, referiu ao V fonte da organização, que coube à Humanitave, associação humanitária conhecida por já ter restaurado e construído escolas e hospitais em África.

Segundo Tiago Costa, presidente da Humanitave, os bens alimentares são depois “distribuídos em cabazes às famílias carenciadas no concelho de Famalicão”.

A iniciativa partiu do departamento de comunicação da AD Oliveirense, que ofereceu a bilheteira à associação Humanitave.

Segundo Tiago Costa, presidente da associação de Oliveira Santa Maria, esta iniciativa é a primeira parceria da Humanitave com uma equipa desportiva.

“Existimos há pouco mais de um ano mas já ajudámos a construir escolas e hospitais na Guiné-Bissau”, salienta Tiago.

Segundo a Oliveirense, foram “trocados” mais de 300 bilhetes que resultaram em mais de 400 quilos de bens alimentares, que «vão servir para ajudar a que várias famílias tenham um Natal mais feliz”.

A equipa da casa acabou por vencer a partida que contou para a Série A, empatando na tabela com os bracarenses.

Comentários

Acerca do autor

Fernando André Silva

Fernando André Silva

Jornalista