Braga

Tribunais. Ex-vereador da Câmara de Braga condenado por falsificar documento

José Miguel Brito, ex-vereador do CDS-PP na Câmara de Braga, foi condenado a uma multa de cinco mil e 250 euros por falsificação de documentos, no âmbito da venda de terrenos no concelho de Esposende.

O advogado foi condenado esta quarta-feira pelo Tribunal de Braga por esse processo, mas acabou por não ser condenado por burla qualificada por, entretanto, ter ressarcido os lesados.

Segundo o Ministério Público, o antigo vereador tinha um “esquema” onde fabricava uma procuração a seu favor para poder negociar a venda de prédios.

Essa procuração continha uma assinatura falsificada do também CDS-PP, Pires da Silva, deputado na Assembleia da República e procurador dos terrenos em causa no processo.

O arguido acabou por negociar os prédios, recebendo sinal de 48 mil euros de três particulares.

O Juiz sublinhou o “grau elevado de culpa” do arguido por se tratar de um advogado.

Partilhe esta notícia!

Comentários

topo