Destaque País Região

IPMA. Lança alerta para a possibilidade de “geada negra”

DR
Redação
Escrito por Redação

Todos os distritos de Portugal continental vão estar sob aviso amarelo esta quinta-feira devido ao tempo frio. Especialistas alertam para a possível ocorrência de geada negra.

De acordo com o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), os 18 distritos do continente vão estar sob aviso amarelo – “situação de risco para determinadas atividades dependentes da situação meteorológico” – devido à persistência de valores baixos da temperatura mínima.

Na sequência desta massa de ar fria e seca, está prevista uma descida da temperatura mínima da ordem dos quatro a seis graus e uma descida das máximas de sete a nove graus, havendo a possibilidade de ocorrência de geada negra.

Segundo o IPMA, a “geada negra” não é geada propriamente dita. Às gotas de água resultantes da condensação do vapor de água existente no ar atmosférico e do que provém da transpiração das plantas, em contacto com a superfície terrestre, em especial a superfície das plantas, chama-se “orvalho”.

Quando a temperatura do ar atinge os 0ºC ou valores inferiores, as gotas de orvalho congelam formando o que se designa por “geada”(o ponto de orvalho é mais baixo do que a temperatura negativa letal para a planta).

Mas quando o ar é extremamente frio e também extremamente seco e o vento tem uma intensidade moderada a forte, não existem condições para a formação de geada, pois o conteúdo em vapor de água atmosférico é muito pequeno e porque o vento forte afasta rapidamente da proximidade das plantas o vapor de água proveniente da transpiração das plantas. Neste caso, em vez de se formar uma película de gelo sobre a planta (geada) dá-se a congelação interna da planta (da seiva), a planta fica escura, queimada, e morre.

É este fenómeno que se designa por “geada negra”.

Uma medida preventiva da “geada negra”, utilizada pelos agricultores em regiões onde as condições propícias para este fenómeno são frequentes, consiste em regar as culturas, para que em vez de “geada negra” se forme a geada propriamente dita.

Comentários

Acerca do autor

Redação

Redação