Amares

Protesto. Promessa por cumprir mantém camiões estacionados à porta da Câmara de Amares

É segunda noite consecutiva de protesto. Alguns camiões da empresa Bracicla estão estacionados nos lugares em frente à Câmara de Amares, em sinal de protesto, devido à proibição de circulação antes e a partir de um determinado horário, proibição essa decorrente de uma ação judicial interposta por moradores.

Os camiões daquela empresa estarão proibidos de circular nas estradas junto às instalações da empresa a partir das 20h da noite, por ordem do Tribunal, mas o proprietário alega que é impossível cumprir aquele horário porque, segundo o próprio, e devido a transportes para outros distritos distantes, os camiões têm de circular entre as 7h e as 22h da noite.

Segundo António Veloso, proprietário, tinha ficado no ar antes das eleições por parte de Manuel Moreira, autarca reeleito em outubro, a promessa da construção de um acesso que permitiria circular no horário pretendido pela empresa. No entanto, e segundo a Bracicla, a promessa não foi cumprida, o que levou a este protesto.

Para agravar a situação, e segundo o gerente, a GNR começou a “apertar” o cerco e já ameaça que vai começar a levar os motoristas detidos, caso não acatem o horário atualmente em vigor.

António Veloso parece não desistir da ideia e já leva duas noites com camiões aparcados junto aos Paços do Concelho amarense, estando à espera que alterem o horário em vigor para voltar a estacionar os camiões na sede da empresa.

Partilhe esta notícia!

Comentários

topo