Região

Economia. Mota Alves eleito presidente do conselho consultivo da AEVH

José Mota Alves, presidente da ATAHCA, foi reconduzido na presidência do conselho consultivo da Associação Empresarial do Vale do Homem (AEVH), tendo na vice-presidência o terrabourense José Carlos Pires, atual presidente da Associação Gerês Viver Turismo.

A eleição e posse aconteceram na última noite, em Souto-Terras de Bouro, durante a reunião ordinária do órgão, que congrega ainda mais de três dezenas de empresários, instituições públicas e privadas e as câmaras municipais dos três concelhos do Vale do Homem, Amares, Terras de Bouro e Vila Verde.

“Este é um órgão de consulta do Conselho de Administração que quer ter um papel orientador junto do órgão executivo”, assinalou o presidente reeleito.

Para além da diversidade em termos de áreas de actuação, o órgão consultivo congrega organismos do desenvolvimento local da área do Vale do Homem – das câmaras municipais, misericórdias e IPSSs, passando pelo ensino profissional e superior, associações, arciprestes e a Irmandade de S. Bento da Porta Aberta.

Numa eleição e posse que contou com a intervenção de todos os intervenientes convidados a integrarem o órgão consultivo da AEVH, o presidente do organismo, José da Mota Alves, lançou, desde logo, um objectivo: “lanço o desafio de começarmos a pensar na elaboração de um Plano Estratégico de Desenvolvimento Integrado para o Vale do Homem, um estudo mais aprofundado do potencial do território, formas mais ajustadas de implementação de medidas concretas que contribuam para o crescimento económico e demográfico e, mais ainda, de trabalho em rede entre todos os intervenientes na área do Vale do Homem, de forma a exponenciar as suas actividades e a atrair mais investimento”.

O presidente do Conselho de Administração da AEVH, Jorge Pereira, referiu que “essa será, a partir de hoje, uma prioridade do CA, em articulação com o CC. Registo, de resto, com orgulho, a participação de todos os presentes, o envolvimento das três câmaras municipais e, sobretudo, a capacidade que houve em agregar neste órgão representantes de sucesso deste território. Temos pela frente grandes desafios, mas demos hoje um passo importante para um trabalho mais concreto, de união, em prol do desenvolvimento e afirmação comum do Vale do Homem”.

Depois de formalizado o protocolo de cedência de instalações em Vila Verde (que serão alvo de obras de restauro, adaptação e modernização) e Amares (falta apenas a adaptação do espaço cedido no Posto de Artes e Ofícios), ficou formalmente concretizado, na última noite, a cedência de um espaço (já adaptado e pronto a usar) em Terras de Bouro.

“A partir de agora, e logo que concretizarmos a contratação de um(a) funcionário(a) a tempo inteiro, vamos iniciar consultas técnicas e contacto rotativo com os tecidos empresarial e social de cada um dos três concelhos”, assinalou Jorge Pereira.

Partilhe esta notícia!

Comentários

topo