Amares

Vila Verde. Dois militares da GNR também foram assistidos após agressões

Os desacatos junto ao Pingo Doce que envolveram dois jovens que estavam a ser alvo de detenção e militares da patrulha da GNR de Vila Verde acabou com os quatro envolvidos a serem transportados para o Hospital de Braga com ferimentos.

Um dos militares terá fraturas numa mão enquanto um dos detidos queixa-se de ter sido atingido na face. Desconhece-se os ferimentos das outras vítimas.

Ao que o Semanário V apurou, os dois jovens de 19 e 21 anos e de etnia cigana, com residência em Amares, envolveram-se em confrontos depois de terem sido abordados por dois militares da GNR quando estavam no parque de estacionamento daquele estabelecimento comercial.

Uma queixa de assédio e uma alegada recusa em dar a documentação exigida pela patrulha terá levado a que os militares procedessem à detenção dos jovens, que estariam acompanhados pelo pai.

Os jovens terão respondido de forma violenta e envolveram-se numa troca de agressões com os militares que se prolongou no posto da GNR, acabando os dois jovens a receber transporte hospitalar para serem assistidos nas urgências.

Partilhe esta notícia!

Comentários

topo