Destaque Vila Verde

Comércio. 48 anos depois, João Pereira ‘passou’ o mítico Café Baralha, em Coucieiro

João Pereira e José Fernandes (antigo e novo dono do Baralha) (c) FAS / Semanário V
Fernando André Silva

Se fosse no futebol, dir-se-ia que João Pereira, ponta-de-lança eficaz da restauração vila-verdense, pendurou as chuteiras. Mas no caso, o que João Pereira pendurou foi toda uma vida atrás do balcão do Café Baralha, em Coucieiro, Vila Verde.

Desde o início de janeiro que o mítico espaço situado à face da Estrada Municipal 531 tem nova gerência. Ao Semanário V, o antigo proprietário aponta a idade avançada e uma vontade de “gastar o que ganhou”. “Do que adiante viver pobre e morrer rico”, atira João Pereira, de 71 anos, entre risos.

O café está agora a ser explorado por José Fernandes, de Oriz Sta. Marinha “É bom tomar conta de uma casa mítica como esta. O sr. João não queria ficar mais com isto, e quando vi o anúncio, propus logo”, diz o orizense.

Com experiência em alguns dos restaurantes míticos do distrito, como o Lafões (VN Famalicão) ou o Tourigalo (Braga), o novo proprietário já instituiu novamente os afamados petiscos, entretanto retirados do cardápio por João Pereira.

(Não perca o destaque nas páginas centrais do Semanário V sobre João “Baralha” Pereira, no n.º 109, já nas bancas)

Comentários

Acerca do autor

Fernando André Silva

Fernando André Silva

Jornalista