Braga Destaque

Minho/Galiza. Ricardo Rio eleito presidente da Assembleia do Eixo Atlântico

Redação
Escrito por Redação

O presidente da Câmara Municipal de Braga, Ricardo Rio, foi eleito presidente da mesa de assembleia do Eixo Atlântico, sucedendo a José Maria Costa, presidente da autarquia de Viana do Castelo. A eleição decorreu esta Sexta-feira, 23 de Fevereiro, durante a reunião magna desta associação transfronteiriça, que teve lugar cidade da Maia.

Nesta assembleia geral, que contou com a participação do ministro do Ambiente do Governo português, Matos Fernandes, foi aprovado um segundo pacote de infra-estruturas para complementar a linha ferroviária do Minho, assim como as ligações pendentes na parte galega.

Este pacote prioriza a ligação Ferrol-A Coruña, a mais atrasada e com piores perspectivas de todo o Eixo Atlântico ferroviário e as ligações ferroviárias dos portos, como eixos principais na Galiza que complementem a saída sul de Vigo e o “T deitado”, Ourense-Lugo, Monforte-Palencia, sobre os quais o Eixo Atlântico tem vindo a trabalhar com ambos os ministérios há mais de um ano.

No caso concreto da linha Ourense-Lugo, e uma vez que já estão em curso os procedimentos para a sua electrificação e supressão de passagens de nível, entrando em funcionamento a variante de A Pobra de San Xiao, o Eixo Atlântico vai apresentar ao Governo espanhol as variantes de Monforte Rubián e Os Peares sem as quais não haveria melhorias dos tempos.

Do lado de Portugal foi aprovado apresentar ao Governo a ligação de Braga ao ‘bypass’ com a linha do Minho, aproveitando o canal que permanece reservado para o comboio de alta velocidade, o que converteria Braga na estação de passagem para a Galiza em vez do actual fim de linha. Também se aprovou propor a ligação ferroviária da linha do Minho com o aeroporto Sá Carneiro, e a interligação da linha do Vale do Vouga com a linha ferroviária do Norte com uma paragem no Europarque.

Nesta assembleia foi aprovado o programa de acções para 2018 e orçamento que ascende a 4.652.722 euros. Entre as principais iniciativas do programa, destaque para o desenvolvimento do plano de acção da Agenda Urbana aprovada no Congresso de Braga, que constituirá um excelente catálogo de acções para candidaturas a fundos comunitários.

O Eixo irá promover através da RIET (Rede Ibérica de Entidades Transfronteiriças) a elaboração de um novo tratado de cooperação bilateral entre Espanha e Portugal que constitua um novo quadro jurídico para promover a cooperação.

A política de coesão no âmbito europeu através da Rede C4C (cidades para cooperação) da qual faz parte o Eixo Atlântico, assim como o desenvolvimento da cooperação transfronteiriça na América Latina através das organizações que pediram assessoria ao Eixo Atlântico: Bripaem, Observatório de Fronteira Uruguai Argentina, são iniciativas a desenvolver por esta associação do Norte de Portugal e da Galiza.

Também no âmbito das iniciativas estratégicas será promovida a adequação e melhoria do Caminho Português de Santiago e uma acção concertada com o Governo para lutar contra os incêndios.

Nesta assembleia foi, ainda, eleita a nova comissão executiva da qual fazem parte os seguintes membros: Júlia Rodrigues (Mirandela), Domingos Bragança (Guimarães), Rui Moreira (Porto), Hernâni Dias (Bragança), Luísa Salgueiro (Matosinhos) e Ricardo Rio (Braga) como novo Presidente da assembleia.

Na parte galega, a comissão executiva é composta por Alfredo García (O Barco de Valdeorras), Abel Caballero (Vigo), Miguel Lores (Pontevedra), Xulio Ferreiro (A Coruña), Jesús Vázquez (Ourense) e Lara Méndez (Lugo).

Comentários

Acerca do autor

Redação

Redação