Braga Cultura

Literatura. Construtora de Braga vai dar 15 mil euros em prémio de poesia

Ponte de tédio (Mário Sá Carneiro)
Agência Lusa
Escrito por Agência Lusa

As candidaturas para o XXIII Grande Prémio de Literatura dst estão abertas e decorrem até 30 de março, sendo que este ano aquele galardão distingue obras de poesia publicadas entre 2016 e 2017, anunciou hoje a organização.

Em comunicado enviado à Lusa, a construtora de Braga que promove o galardão, adianta que podem concorrer autores portugueses residentes no país e que o valor pecuniário do prémio é de 15 mil euros.

O Grande Prémio de Literatura dst tem um funcionamento rotativo, premiando num ano uma obra de prosa e, no seguinte, uma obra de poesia.

Nas três últimas edições do prémio dedicadas a poesia, os vencedores foram Manuel Alegre, com a obra “Bairro Ocidental”, Armando Silva Carvalho, com “De Amore”, e Manuel Gusmão, com o título “A Terceira Mão”.

Já os prémios dedicados a prosa, as obras vencedoras foram “Astronomia”, de Mário Cláudio, “Cláudio e Constantino”, de Luísa Costa Gomes, e o “Verdadeiro Ator”, de Jacinto Lucas Pires.

O júri é composto por Vítor Manuel de Aguiar e Silva (presidente), José Manuel Mendes e Carlos Mendes de Sousa.

Os três elementos do júri serão responsáveis pela análise, escolha e fundamentação da obra premiada, que será publicamente anunciada numa cerimónia a decorrer a 29 de junho, por ocasião da abertura da Feira do Livro de Braga.

A primeira etapa de seleção decorre até 22 de maio, data em que serão escolhidos os cinco livros de poesia finalistas.

Comentários

Acerca do autor

Agência Lusa

Agência Lusa