Destaque Vila Verde

Paulo Gomes: “Chamava-se Alice, não era doutora, mas merece o nosso voto de pesar”

Paulo Gomes (c) FAS / Semanário V
Fernando André Silva

Paulo Gomes, deputado municipal eleito pelo CDS, ‘gelou’ esta noite a Assembleia Municipal de Vila Verde após uma intervenção de apenas alguns segundos.

Depois de toda a assembleia ter aprovado voto de pesar pelos dois párocos recentemente falecidos [Pe. João de Coucieiro e Pe. Marques de Valdreu], e pelo professor Francisco Gomes, atropelado à porta de casa na Loureira, foi cumprido um minuto de silêncio.

No entanto, e antes da intervenção dos deputados, Paulo Gomes pediu a voz e começou por dizer: “Chama-se Alice e também merece um voto de pesar. Não era doutora nem professora mas era uma cidadã com muito valor”, terminou.

Logo Carlos Arantes, presidente da AM, colocou a votação o voto de pesar pela antiga funcionária de limpeza da Biblioteca de Vila Verde, que foi mortalmente atropelada na passada sexta-feira. O voto de pesar foi aprovado por unanimidade.

Comentários

Acerca do autor

Fernando André Silva

Fernando André Silva

Jornalista