Cultura Vila Verde

Artesanato. Criadores de Barcelos e Braga também querem “Namorar Portugal”

Redação
Escrito por Redação

O amor está no ar e começa também a conquistar cada vez mais espaço na decoração dos lares portugueses, graças a inovadoras e arrojadas propostas inspiradas nos Lenços Namorar Portugal. Uma aliança harmoniosa entre tradição e modernidade que continua a inspirar artistas e a fazer palpitar corações. Ontem, 26 de fevereiro, o criador Marco Carvalho apresentou, no Espaço Volume e Texturas Lda, em Braga, a sua nova linha Namorar Portugal. ‘Dileto’ é uma ode à natureza em que não faltam as madeiras texturadas, o musgo e, naturalmente, as escritas e desenhos de amor da tradição minhota. Hoje, 27 de fevereiro, o Espaço Namorar Portugal, em Vila Verde, recebeu a nova linha de ‘Loiça Pintada à Mão Namorar Portugal’, da autoria de Rosa Araújo, que se prepara para dar ainda mais encanto e brilho aos nossos lares.

Ontem, a marca territorial do Município de Vila Verde regressou à capital do Minho para apresentar a nova linha Namorar Portugal do criador Marco Carvalho. Este especialista na criação de autênticas obras de arte de mobiliário e decoração contemporânea havia, em edições anteriores, brindado o público com espelhos e peças de decoração metálicas com os motivos dos Lenços Namorar Portugal, num casamento perfeito entre modernidade e tradição. Este ano, apresentou a coleção ‘Dileto’. Uma ode à natureza em que não faltam as madeiras texturadas, o musgo (apenas para interiores; preservado quimicamente; dura mais de 20 anos sem alterações) e, naturalmente, as escritas e desenhos de amor da tradição minhota. Esta ‘linha de base’ pode ser utilizada na criação dos mais diversos produtos (cabeceiras de cama, espelhos, biombos, paredes texturadas…) e pode ser totalmente personalizada de acordo com os gostos do cliente, incorporando até outros materiais se necessário. O lançamento da nova coleção decorreu no espaço Volumes e Texturas Lda.

Hoje, o Espaço Namorar Portugal recebeu a segunda linha Namorar Portugal da artesã Rosa Araújo. Depois de se ter estreado, em 2017, nas andanças do Mês do Romance, a criadora de Barcelos apresentou este ano propostas em cerâmica e vidro, que integram a coleção ‘Loiça Pintada à Mão Namorar Portugal’. Os brindes terão certamente outro sabor com as flutes para champagne, com o pé em cerâmica inspirado nos motivos dos Lenços Namorar Portugal. Objetos de decoração e suportes para velas foram outras das novidades apresentadas este ano. As peças podem ser utilizadas com ou sem a cerâmica, já que os objetos em vidro (flutes de champanhe, suporte para velas…) podem ser retirados do suporte em loiça e ser utilizados individualmente. Rosa Araújo revelou que o projeto já vem de trás, “andava a marinar estas ideias há dois anos”, e que foi com “esforço e persistência” que criou a deslumbrante linha que deu a conhecer ao público durante a manhã de hoje. As peças foram apresentadas a título de exemplo, para demonstrar o conceito orientador da nova linha Namorar Portugal, já que muitas outras poderão surgir, fruto da criatividade da artista ou das solicitações do público. Os artigos são totalmente personalizáveis de acordo com os gostos do cliente.

Presente em ambas as sessões, o presidente do Município de Vila Verde, António Vilela, começou por saudar os parceiros pelas belas, inovadoras e criativas linhas de produtos com que brindaram o público e a marca Namorar Portugal. No arranque da última semana do Mês do Romance, que ao longo de 38 dias consecutivos (26 de janeiro a 04 de março) se desdobra em mais de uma centena de iniciativas, o edil prosseguiu em jeito de balanço. “Estamos na reta final desta longa maratona que é o Mês do Romance. Ao longo deste percurso escreveu-se história todos os dias, graças à criatividade e empenho dos parceiros. Tivemos iniciativas todos os dias, que se realizaram um pouco por todo o país. Durante todo este período falou-se muito e bem de Vila Verde, das nossas tradições e da capacidade criativa dos nossos parceiros”, referiu António Vilela, sublinhando a importância da programação turístico-cultural do Município de Vila Verde na divulgação do território, promoção da cultura e dinamização da economia.

Comentários

Acerca do autor

Redação

Redação