Braga Desporto Destaque

Futebol de Praia. Bruno Torres é o novo treinador do SC Braga

António Salvador e Bruno Torres (c) SC Braga
Redação
Escrito por Redação

O SC Braga anuncia que Bruno Torres assume o cargo de Treinador Principal da equipa de Futebol de Praia. Bruno Torres, de 37 anos, tem a aliciante missão de dar continuidade aos feitos históricos alcançados na temporada passada, sendo que este passo na sua carreira não implica o termo do percurso enquanto jogador, uma vez que continuará a formar parte do plantel para a nova época.

Bruno Torres conquistou quatro campeonatos nacionais e uma Euro Winners Cup ao serviço do conjunto arsenalista, sendo também nomeado Gverreiro de Ouro em 2017. Em declarações à scbraga.pt, mostrou-se feliz e honrado por esta oportunidade.

O técnico diz-se “preparado”. “Será um desafio muito grande porque os últimos anos foram recheados de grandes conquistas e a ambição de dar continuidade é enorme. O facto de ser jogador e ter de acumular funções será com certeza o grande desafio. Tenho a certeza que irão haver momentos em que vou ter de conseguir um equilíbrio emocional e uma capacidade de decisão enorme para gerir tudo da melhor forma”, refere.

Aliado à missão de “continuidade”, Bruno Torres clarifica que “o grande objetivo passa por revalidar o título nacional”.  “Na Euro Winners Cup, tendo em conta o grau de dificuldade da competição, vamos tentar chegar o mais longe possível e, quem sabe, vencê-la. Este ano somos o alvo a abater, a estratégia que adotamos a temporada passada está a ser adotada por outras equipas. Agora temos de lutar com armas diferentes”, aponta, sem esquecer a responsabilidade acrescida.

A pressão que me possa trazer já a tinha quando era capitão de equipa, a responsabilidade de representar este clube é enorme. Obviamente que a pressão é acrescida devido ao histórico da modalidade, mas estamos preparados para dar resposta a isso. Queremos construir uma equipa com muita qualidade e acima de tudo com uma qualidade humana muito grande, com homens que sejam capazes de dar tudo por esta camisola”, refere, não estranhando a posição de “jogador-treinador”. “Sinto que tenho muita experiência como jogador e quero dar ainda muito como jogador ao clube e à seleção.

 

Nomeado ‘Gverreiro de Ouro’, o treinador diz que “qualquer reconhecimento traz responsabilidade e motivação”. “Não quero defraudar quem acredita em mim, quem aposta em mim e quem me deu esse reconhecimento. Acima de tudo prometo ser eu mesmo e continuar fiel à minha personalidade. Aquilo que exijo de mim irei exigir aos meus colegas. Qualquer reconhecimento traz responsabilidade e motivação. Não quero defraudar quem acredita em mim, quem aposta em mim e quem me deu esse reconhecimento. Acima de tudo prometo ser eu mesmo e continuar fiel à minha personalidade. Aquilo que exijo de mim irei exigir aos meus colegas”, finaliza.

Comentários

Acerca do autor

Redação

Redação