Braga Cultura

Artes. Braga acolhe Festival Internacional de Videodança

(c) Braga IVD
Redação
Escrito por Redação

A Casa dos Crivos vai ser palco, no próximo dia 28 de abril, da terceira edição do Braga International Video Dance Festival. Depois do sucesso alcançado nas duas primeiras edições, a capital do Minho transforma-se, uma vez mais, na capital internacional da video-dança, acolhendo trabalhos de artistas dos mais diversos pontos do globo. China, Israel, Espanha ou Estados Unidos da América são alguns dos países que contribuíram com diferentes sensibilidades e perspetivas para o enriquecimento do Festival, nos anos transatos.

As inscrições para a edição deste ano terminam a 27 de março e estão abertas a “todos os interessados em refletirem sobre os conceitos de ‘performance’ e ‘performatividade’, que nos últimos anos invadiram transversalmente áreas do conhecimento teórico e prático, criando uma atmosfera de partilha conceptual”.

Novos formatos, novas perspetivas de expressão, movimento, coreografia, imagem e respetiva comunicação interdisciplinar conectada são conceitos pilares a serem explorados pelos participantes. Nesse sentido, os projetos que privilegiarem o conhecimento interdisciplinar articulado, diluindo fronteiras entre artes, disciplinas e tecnologias, focados nas práticas correntes da arte contemporânea serão, naturalmente, valorizados.

De referir, também, que os vídeos selecionados no Braga International Video Dance Festival 2018 terão difusão on-line podendo, desta forma, alcançar públicos das mais diversas origens.

A iniciativa é organizada por Cristina Mendanha, com a colaboração de Gabriela Barros e do performer Paulo Henrique, e conta com o apoio da Arte Total e do Município de Braga.

O crescente interesse, manifestado globalmente, no estudo da interação e procura da perfeita simbiose entre performance e elementos tecnológicos, reflete a tendência contemporânea de aproximar as artes performativas de outras disciplinas, integrando o mundo das tecnologias na sua prática.

O Braga International Video Dance Festival é uma plataforma que procura aprofundar e difundir o desenvolvimento artístico no segmento da dança, com especial foco no corpo e na exploração das novas tecnologias, nomeadamente de vídeo, como forma de expressão e intereação com a audiência.

As práticas contemporâneas de arte performativa constituem, no entender de Cristina Mendanha, curadora do Festival, “privilegiados espaços para trabalhos de inovação interdisciplinar, obtida por intermédio da partilha de experiências, do diálogo, mas também dos momentos de tensão e contestação, que desconstroem barreiras e eliminam fronteiras típicas das performances tradicionais, criando novos paradigmas, novas práticas e conceitos no mundo atual”.

Comentários

Acerca do autor

Redação

Redação