Braga

Investigação. Laboratório de Nanotecnologia de Braga vai ter nova ‘filial’ na China

Agência Lusa
Escrito por Agência Lusa

O Laboratório Ibérico Internacional de Nanotecnologia (INL), em Braga, vai ter um novo centro tecnológico na China, desta feita em Hong Kong, que estará direcionado para a área das cidades inteligentes.

O centro tecnológico do INL irá começar a funcionar até ao final do ano no Parque de Ciência e Tecnologia de Hong Kong, cidade onde a instituição assinou hoje um acordo de colaboração com o ASTRI – Centro de Investigação Tecnológica Aplicada.

Segundo o INL, o novo centro, dedicado à aplicação da nanotecnologia na construção de sensores para cidades inteligentes, permitirá aos clientes do laboratório “um melhor acesso ao mercado chinês”.

Neste centro, que terá a designação de Laboratório de Inovação INL – ASTRI, vão trabalhar equipas de investigadores de ambas as instituições.

O Parque de Ciência e Tecnologia de Hong Kong acolhe várias empresas internacionais, o que, de acordo com um comunicado do INL, perspetiva “a possibilidade de explorar interesses comuns e oportunidades de cooperação”.

Nos últimos dois anos, o Laboratório Ibérico Internacional de Nanotecnologia criou centros tecnológicos na Escandinávia, em Bruxelas (Bélgica), Israel, Dubai (Emirados Árabes Unidos), Xangai (China), Austin e Boston (Estados Unidos).

O INL é a única organização de investigação científica intergovernamental do mundo vocacionada para a nanotecnologia (área que trabalha materiais à escala de um átomo ou molécula). A entidade foi fundada por Portugal e Espanha em 2008.

Comentários

Acerca do autor

Agência Lusa

Agência Lusa