Braga

Tribunais. Estado ‘desvia’ meio milhão de euros de criança filha do empresário morto pela Máfia de Braga

Contigente policial à porta do Tribunal S. João Novo, no Porto / DR
Fernando André Silva

A filha do empresário assassinado pela chamada “Máfia de Braga” está com sérias dificuldades em conseguir receber a indemnização decretada na sentença do Tribunal de S. João Novo, no Porto.

A criança tem direito a meio milhão de euros como indemnização mas o mesmo acórdão validou ainda o arresto feito pelo Ministério Público, de cerca de um milhão de euros, que reverte a favor do estado e não pode ser canalizado para ‘compensar’ financeiramente os lesados: a filha e os pais do empresário.

Segundo José Dantas, representante dos pais do empresário, “a solução possível de reaver alguns bens” vai ser estudada, disse em declarações à edição do jornal Correio da Manhã de hoje.

A menina, hoje com nove anos de idade, recebeu até agora 15 mil euros da Comissão de Proteção às Vítimas de Crimes, quantia adiantada quando os arguidos não pagam as indemnizações neste tipo de crime.

Também os pais do empresário têm a haver 80 mil euros dos condenados, mas ainda não receberam qualquer quantia.

Comentários

Acerca do autor

Fernando André Silva

Fernando André Silva

Jornalista