Braga Destaque

Tribunais. Começa hoje o julgamento do violento assalto ao Pingo Doce em Braga

Tribunal de Braga
Fernando André Silva

Dois homens e uma mulher começam hoje a ser julgados pela tentativa de assalto violento a uma loja do Pingo Doce, em Braga. A mulher era funcionária do dito estabelecimento.

Pelas suspeitas da Polícia Judiciária, a antiga “caixa” terá alinhado no assalto feito por quatro elementos, um dos quais antigo companheiro da mesma, ao deixar aberta a porta do escritório onde estaria o cofre com dinheiro.

O gang, composto por elementos da região de Loures, roubaram um BMW S5 em Sintra para no dia seguinte assaltarem a loja em São Vicente, quando a “caixa” cúmplice estava a trabalhar.

Entraram dentro da loja e aproveitaram a porta do escritório aberta para se dirigirem ao cofre, mas não sabiam a combinação. Uma funcionária que entrou acabou por ser feita refém com uma pistola até que divulgasse o código, mas a mesma não sabia. Outra funcionária que entretanto entrou também foi coagida para divulgar o código, mas também não o sabia.

A cúmplice acabou por chamar a gestora através do sistema de altifalante da loja, alertando o segurança. Quando este chegou ao escritório, foi agredido com uma pistola na cabeça enquanto os assaltantes fugiram sem roubar nada.

A Polícia Judiciária identificou dois dos alegados assaltantes, Hugo Miguel, de 35 anos, que era casado com a funcionária suspeita, e Paulo Nunes, de 32 anos, que ficou em prisão preventiva.

Comentários

Acerca do autor

Fernando André Silva

Fernando André Silva

Jornalista