Vila Verde

Vilaverdense. GNR confirma queixa por agressão a adepto. AD Fafe diz que é mentira

(c) FAS / Semanário V
Redação
Escrito por Redação

A GNR está a investigar um caso de alegada violência exercida sobre um adolescente de Vila Verde, ocorrida após o jogo entre o Vilaverdense FC e a AD Fafe, no passado domingo. Investigação essa que a direção da AD Fafe negou que esteja em curso.

O jovem, adepto do Vilaverdense, queixa-se de ter sido agredido “à patada” na face e na cabeça por dois homens, em frente à Escola Secundária de Vila Verde, que terão saído de um carro que seguia atrás do autocarro afeto ao Fafe, como noticiou o Semanário V no próprio dia.

No entanto, e após publicação da notícia, o clube fafense veio a público através de comunicado, desmentir a notícia avançada por este jornal, alegando que não existe a queixa que efetivamente existe.

Cópia da queixa a que o V teve acesso

O clube desvaloriza ainda qualquer agressão sofrida por adeptos do Vilaverdense, apontando mesmo que “no local”, “houve provocações e arremesso de objetos por parte de adeptos do Vilaverdense”. Segundo os fafenses, houve também uma tentativa de atropelamento a um grupo de adeptos do Fafe.

No entanto, o jovem agredido, de 17 anos, mantém a queixa de que terá sido espancado em frente à ESVV e estabeleceu uma troca de comentários na página da AD Fafe, apontando o comunicado como “uma mentira”.

Na mesma publicação, é possível ler um adepto da AD Fafe a confirmar as agressões ao jovem, desvalorizando no entanto a intensidade da mesma, dizendo que “foram só uns cachaços”. Ao que o V apurou, essa troca de comentários poderá ser incluída no processo de averiguação destes desacatos.

Recorde-se que o Vilaverdense venceu esse jogo, consolidando a segunda posição e aumentando a distância para os fafenses, que estão em terceiro, para quatro pontos.

Comentários

Acerca do autor

Redação

Redação