Amares Terras de Bouro

Crime. Andam a abater cães a tiro de zagalote entre Amares e Terras de Bouro

(c) Carlos Fernandes
Fernando André Silva

Dois cães de raça podenga foram encontrados mortos dentro de uma propriedade privada em Santa Cruz, na extremidade entre Amares e Terras de Bouro. A GNR de Amares deslocou-se ao local e suspeita de terem sido abatidos a chumbo de ‘zagalote’, material proibido. O caso passou para investigação do Serviço de Proteção da Natureza e do Ambiente da GNR.

O caso remonta à passada terça-feira quando um caçador que tinha dado por falta dos podengos foi avisado de que estariam já cadáveres dentro daquela propriedade, a cerca de um quilómetro e meio do local de onde tinham fugido, em Sequeiros, Amares.

Ao Semanário V, o caçador, Carlos Fernandes, relata que os cães tinham fugido do canil que tinha em casa no domingo e que os procurou durante toda a segunda-feira. “Encontrei uns que apareceram mas houve dois que não deram sinais”, conta, explicando que foi um amigo que lhe ligou a dizer que estavam dentro de uma propriedade perto de casa.

“Quando cheguei ao sítio já lá estava a GNR que me confirmou que foram abatidos a tiro. O proprietário diz que não sabe quem os matou e queixa-se ainda que também desapareceu um vitelo”, refere o caçador.

Os cães, uma com chip e outra bebé ainda sem o mecanismo de identificação, já foram enterrados mas os chumbos encontrados no corpo, sete numa e nove noutra, estão a ser analisados por uma veterinária para tentar perceber o tipo de arma utilizada.

Comentários

Acerca do autor

Fernando André Silva

Fernando André Silva

Jornalista