Amares Destaque

Futebol Feminino. Francisca Silva homenageada pela Câmara de Amares

SONY DSC
Redação
Escrito por Redação

Francisca Silva, “Kika” para o mundo do futebol, foi uma das atletas homenageadas pela Câmara de Amares depois das sucessivas convocações par aa seleção nacional de sub-17. Também o voleibolista Dinis Vieira foi homenageado na mesma cerimónia pela convocatória à seleção nacional sub-18, de Voleibol.

“Esta é uma simbólica, mas merecida, homenagem a mais dois jovens amarenses que dão cartas no desporto. Reconhecer o mérito dos amarenses que praticam desporto e que têm tido resultados muito positivos, neste caso fazendo parte da seleção nacional embora em áreas distintas, é um gesto que consideramos que enaltece o excelente trabalho que tem vindo a ser desenvolvido por estes jovens e que, ao mesmo tempo, serve de impulso para que, estes e outros jovens promissores do nosso concelho, continuem a investir no desporto com empenho, dedicação e paixão”, sublinhou o presidente da Câmara Municipal.

Atletas descrevem experiência nacional

Kika, de 16 anos, conta que começou a sua carreira no Futebol Clube de Amares por volta dos 8 anos, de certa forma impulsionada pelo pai que, na época, era diretor da coletividade. A paixão pelo futebol foi progredindo e o seu desempenho evoluindo até que ingressou no futebol feminino. Há dois anos atrás jogava no Vilaverdense e surgiu a oportunidade para integrar a equipa B Feminina do Sporting Clube de Braga, plantel do qual faz parte atualmente. Acumulando já um número significativo de chamadas à Seleção Nacional Sub 17 Feminina de Futebol, a futebolista partilhou um pouco daquilo que tem sido a sua experiência neste registo.

“Não sei ao certo, mas já fui chamada muitas vezes para representar a seleção. Embora goste muito de jogar cá é sempre diferente ter o símbolo da seleção ao peito eestar entre as melhores do país”, referiu Kika. “O meu objetivo é crescer todos os dias e quem sabe chegar a integrar profissionalmente a equipa da seleção”.

Dinis Vieira

Dinis Vieira, também de 16 anos, é jogador do escalão juvenil do Voleibol Amaresdesde os onze anos. Depois de ter acompanhado a irmã no início de um ano letivo até à escola foi convidado pelo treinador da equipa a experimentar este desporto e desde então não parou de praticar. “Ganhei o gosto, nunca mais parei e agora continuo no Voleibol Amares. Num jogo em que me destaquei fui convidado a fazer uns treinos de observação na seleção nacional e lá gostaram de mim”, referiu reportando-se à sua experiência na Seleção Nacional. “É um nível muito mais acima já que toda a gente é escolhida a olho, são os melhores dos melhores em todo o lado”, acrescentou.

Em relação à homenagem prestada pelo Município de Amares, os dois desportistas foram unanimes em reconhecer que é um orgulho ser distinguido e que este gesto deve servir de incentivo a outros jovens para que trabalhem e lutem pelos seus sonhos e objetivos.

Comentários

Acerca do autor

Redação

Redação