Vila Verde

Vila Verde. Santa Casa aprovou relatório e contas e cresceu 5%

Hospital de Santa Casa da Misericórdia de Vila Verde.
Redação
Escrito por Redação

A Irmandade da Santa Casa da Misericórdia de Vila Verde reuniu dia 14 de março, em Assembleia-Geral ordinária.

Antes da Ordem de Trabalhos, o provedor Bento Morais pediu a palavra e deu conhecimento à Irmandade, acerca da Circular nº 16/18  da União das Misericórdias Portuguesas, que versa sobre a participação das Misericórdias no capital de um banco de economia social (Montepio), de forma simbólica. A Assembleia tomou assim conhecimento da referida Circular e sugestão da U.M.P., remetendo-se o assunto para discussão e aprovação da Mesa Administrativa.

Dando, de seguida, início à Ordem de Trabalhos, a Irmandade  aprovou, por unanimidade, o Relatório de Atividades e Contas de Gerência relativos ao ano/exercício de 2017. O referido documento foi apresentado em Assembleia- Geral, após aprovação prévia unânime pela Mesa Administrativa, parecer favorável do Definitório e revisores oficiais de contas de Guimarães. O parecer do Definitório destaca “a linha de sucesso a que a equipa desta Mesa Administrativa tem louvavelmente habituado a Instituição, louvando a gestão equilibrada da Mesa”.

Do Relatório de Atividades, destacar, além do cumprimento correspondente a 96,7% daquilo a que nos propusemos em 2016, a conclusão das obras de remodelação e ampliação do Hospital e renovação de todo os equipamentos e serviços (consultórios, bloco operatório, atendimento. Também especial destaque para o início das obras de requalificação do Lar de Idosos/ERPI de Vila Verde e Construção do Colégio D. João de Aboim.

As referidas obras foram iniciadas após conclusão do procedimento de concurso público, e o Colégio está já terminado, com autorização de funcionamento emitida pela DGESTE, e com abertura no ano letivo 2018/2019. A equipa de profissionais está já constituída, sendo composta pelo Diretor Pedagógico Prof. José António da Mota Alves, Professores do 1º Ciclo, Auxiliares de Educação, Professores de Estudo Acompanhado e outros trabalhadores de apoio.

“Relativamente às contas de gerência, referir que registámos um crescimento de 5,6% e um total de rendimentos, em 2017, de 22.303.796,1€. Em 2017 esta Instituição pagou ao Estado em contribuições e impostos cerca de 3.339.232,21€ e recebeu, em subsídios 2.170.389,58€, ou seja, os subsídios estatais representam apenas 9,73% dos rendimentos da Santa Casa da Misericórdia de Vila Verde”, avança o provedor.

“Um agradecimento aos órgãos sociais da Instituição e a todos os nossos colaboradores que contribuíram e contribuem, diariamente, para o sucesso da Instituição”, escreve o provedor em nota à imprensa, destacando o sentido de responsabilidade e profissionalismo de todos.

Comentários

Acerca do autor

Redação

Redação