Braga

Crime. PSP apanha grupo de Braga que “semeava violência gratuita”

PSP de Braga (c) FAS / Semanário V
Redação
Escrito por Redação

A PSP identificou um grupo de nove pessoas, a maioria residente em Braga, que terão espalhado o terror no último Carnaval de Famalicão, avança aquela força em comunicado.

Segundo a PSP, o grupo, composto por duas mulheres e sete homens, deslocou-se de Braga até Famalicão, de comboio, com o “único propósito” de “semear a violência de forma gratuita”, utilizando máscaras dos “Anonymous”.

Recordando os atos dessa noite, a PSP explica que “durante os festejos da noite de Carnaval na cidade de Vila Nova de Famalicão, o efetivo policial empenhado no policiamento foi tendo notícias e ocorrendo a situações de diversas agressões aleatórias em vários locais dos festejos e praticadas contra várias pessoas que apenas pretendiam divertir-se naquela noite”.

Segundo a PSP, as agressões começaram por volta das 00h30, deixando várias pessoas feridas que foram transportados pelos bombeiros para serem assistidas.

“Cedo, esta Polícia começou a receber indicações que o aludido grupo supostamente seria oriundo de Braga e que alguns deles envergavam máscaras vulgarmente denominadas dos “anonymus”, pelo que se tentou intercetar os mesmos e apurar as suas identidades, contudo, devido à enormíssima afluência de pessoas a esta cidade e à rapidez com que os mesmos praticavam os atos de violência e se movimentavam no meio de milhares de pessoas também elas mascaradas, não foi possível na altura localizar os mesmos”, explica aquela força.

Segundo a PSP, o grupo, com idades entre os 19 e os 32 anos, foram investigados através de denúncias e pelas redes sociais, sendo este último local de “papel preponderante nas diligências da investigação”.

A PSP apela a todas as vítimas destes agressores em Famalicão que ainda não apresentaram queixa, que se dirijam a uma Esquadra da PSP a fim de denunciarem os atos praticados pelo referido grupo.

Comentários

Acerca do autor

Redação

Redação