Destaque Vila Verde

Luís Morais: “Não comento situações que advêm de cobardia de algumas pessoas”

Luís Morais (c) FAS / Semanário V
Fernando André Silva

A informação caiu como uma bomba por entre o quartel dos Bombeiros de Vila Verde, depois de rumores nas redes sociais de que Luís Morais, segundo-comandante daquela corporação, estaria suspenso pela Autoridade Nacional da Proteção Civil (ANPC) de efetuar vistorias no concelho de Vila Verde.  A informação veiculada nas redes sociais já foi desmentida pelo comandante distrital da ANPC e Luís Morais aponta “cobardia” a quem lança esses rumores.

Contactado pelo Semanário V, o Comandante Distrital de Operações de Socorro (CODIS) de Braga, Hermenegildo Abreu, garante desconhecer qualquer suspensão em curso por parte da ANPC e elucida que os atos inspetivos são feitos por técnicos com acompanhamento de um elemento de comando, não havendo lógica dizer que o comandante não pode fazer vistoria, porque não é ele que a faz.

“Desconheço qualquer suspensão sob o segundo-comandante de Vila Verde. Inclusive, amanhã vamos proceder a um ato inspetivo em Vila Verde e ele estará lá a acompanhar, como sempre esteve um elemento de comando e sempre estará. Um elemento de comando acompanha sempre este tipo de inspeções com um técnico da ANPC que faz a fiscalização. Aliás, o papel do elemento de comando é acompanhar os atos inspetivos e não fiscalizá-los”, indicou Hermenegildo Abreu.

Na publicação, no grupo Vila Verde em Notícia, e assinada por um perfil alegadamente fraudulento “Bruno Pinto Barbosa”, é lançada a suspeita de que Luís Morais não reuniria condições para efetuar este tipo de acompanhamento. Têm sido, aliás, várias as publicações desse mesmo utilizador alertando para alegados problemas existentes nos Bombeiros de Vila Verde, que são muitas vezes repartilhados sem qualquer confirmação oficial.

O Semanário V contactou Luís Morais que diz “não comentar situações que advém de cobardias por parte de pessoas que se escondem em perfis falsos para difamar as pessoas de Vila Verde”.

Sobre a atuação no seio da corporação, o segundo-comandante indica que continua a “lutar pelo desenvolvimento de competências do corpo de Bombeiros de Vila Verde”, e que a mesma tem sido “cada vez mais respeitada no distrito”.

“Ainda no último fim de semana demos uma demonstração de grande caráter quando assumimos o compasso pascal, mantendo na mesma o serviço operacional com eficiência durante o dia todo”, referiu Luís Morais, finalizando com um “não perco tempo com esse tipo de situações”.

Comentários

Acerca do autor

Fernando André Silva

Fernando André Silva

Jornalista