Vila Verde

Loureira. Repescar tradições com uma semana cultural

( c) FAS / Semanário V
Fernando André Silva

A freguesia da Loureira prepara-se para reeditar um evento realizado há quatro anos, que acabou por não ter seguimento. O evento “Loureira Cultural” vai envolver todo o tecido associativo da freguesia e promete divulgar a cultura e tradição entre o dia 25 de abril e o dia 1 de maio.

Ao Semanário V, o presidente da junta, Pedro Dias, realça que este evento deixou “uma lacuna” por preencher quando foi realizado pela última vez em 2014, “em outros moldes”.

“Esta é uma iniciativa que pretende juntar todas as associações da freguesia durante uma semana, com alguns eventos que vão ser uma estreia, e outros que decidimos englobar neste evento, e que já se realizavam”, esclarece o autarca.

E o primeiro dia do evento começa logo com uma novidade. A “Estafeta da Liberdade”, a realizar a 25 de abril, vai juntar equipas de 4 atletas que, ao longo de cinco quilómetros, vão realizar uma corrida de estafetas. Pedro Dias explica que esse dia [25 de abril] foi sempre celebrado com atividade desportiva na freguesia.

“O nosso intuito foi fazer essa atividade desportiva este ano, nomadamente uma prova de estafetas. Há mais de 20 anos que existe a tradição do atletismo, e quisemos pegar no que era antigo e aplicar à realidade de hoje em dia”, esclarece o autarca.

A maior parte das iniciativas da Loureira Cultural vão ser realizadas ao ar livre, outras no salão “Nossa Gente”, e em outros locais de interior. “São várias atividades com o intuito de repescar a tradição”, refere ainda o autarca.

E são várias as associações, englobando uma organização que movimenta cerca de meia centena de pessoas. “As tarefas foram divididas pelos representantes das diversas associações e a participação nos eventos vai ser de cariz gratuito, pois é nosso objetivo que todos possam participar”, revela o representante máximo da Junta, que vai suportar todos os custos.

“Mesmo a prova de estafetas não terá custos para os participantes, mesmo com o seguro, que é obrigatório e que será suportado pela Junta de Freguesia. Todos os custos desta semana cultural é a Junta que suporta”, revela o autarca.

A única iniciativa onde os participantes poderão contribuir financeiramente é mesmo a caminhada do dia 1 de maio, que, à semelhança de anos anteriores, reverte para o movimento da Liga Contra o Cancro.

Comentários

Acerca do autor

Fernando André Silva

Fernando André Silva

Jornalista