Destaque Vila Verde

Vila Verde. Ministério Público vai ouvir militar que puxou de arma em Atiães

FAS / Semanário V
Fernando André Silva

O Ministério Público já tem conhecimento do desentendimento que envolveu um militar da GNR da Póvoa de Lanhoso que terá puxado de uma arma pessoal contra um empresário, esta manhã, em Atiães, Vila Verde.

Fonte do Comando Territorial de Braga da GNR indicou que o militar não estava em serviço e que a arma utilizada – de calibre nove milímetros – era de “uso pessoal”.

Segundo a mesma fonte, a arma acabou por ser apreendida ao militar e os factos vão ser reportados ao Ministério Público, que deverá seguir com um inquérito.

O incidente deu-se durante a manhã desta quarta-feira, pouco depois das 9 horas, quando o militar em questão, de folga, terá abordado um empresário vizinho, gerando-se um desentendimento.

O empresário queixa-se de que o militar terá ameaçado com a pistola, carregada, durante o desentendimento.

Segundo fonte da GNR de Prado, que deslocou várias patrulhas para o local, tanto em serviço como militares à civil, à chegada ao local o militar estaria sozinho rodeado de quatro indivíduos que estariam “do lado do empresário”.

Foi também acionada uma ambulância de emergência, por precaução, que acabou por não ser utilizada uma vez que, oficialmente, não há registo de feridos ou de transporte hospitalar.

Comentários

Acerca do autor

Fernando André Silva

Fernando André Silva

Jornalista