Destaque Vila Verde

EN 101. PCP veio visitar as obras prometidas na Loureira. Mas está tudo igual

(c) FAS / Semanário V
Fernando André Silva

Carla Cruz, deputada do PCP eleita pelo círculo de Braga, esteve esta segunda-feira de manhã no cruzamento da EN 101, na Loureira, em Vila Verde, acompanhada pelo deputado municipal da CDU em Vila Verde, Sérgio Sales, e mostrou-se surpresa por ainda não haver sinais da construção da rotunda, com construção prevista para o mês de março.

Em declarações aos jornalistas no local, e depois de constatar que ainda não há obra, a deputada comunista fala em “questão de justiça”, não só no que toca à construção da rotunda como também a criação da variante que ligue Vila Verde a Ponte da Barca e diz que o Governo tem de “pensar nas pessoas e dar respostas aos problemas das populações”.

“Posso garantir que virmos hoje aqui com o objetivo de vermos que estamos em abril e não houve obras em março. Vamos endereçar uma pergunta ao Governo sobre esta situação mas não basta ser aprovado o projeto, vamos exigir que o Governo o concretize, fazendo as obras necessárias e cumprir os compromissos que o Governo assumiu com a população e com o concelho de Vila Verde”, disse a deputada.

Carla Cruz lembrou que o atual Governo central defendeu perante o grupo parlamentar do PCP que a rotunda iria ser construída durante este mês de março. “Hoje, chegamos aqui e constatámos que nada foi feito”, refere a deputada, deixando críticas aos governos PS, PSD e PSD/CDS por ainda não terem concretizado as obras de melhoria dos acessos rodoviários em Vila Verde.

“Temos assistido a promessas, de sucessivos governos do PS e do PSD, com ou sem CDS, mas também temos vindo a assistir a adiamentos sucessivos, incluindo o atual governo que se comprometeu a requalificar a EN 101, assumindo a construção desta rotunda perante o grupo parlamentar, a março de 2018, e hoje aqui constatamos que nada foi feito”, referiu a deputada que vai levar o caso a discussão em comissão parlamentar.

“Vamos agendar para comissão competente [Economia e Obras Públicas] e vamos fazer um agendamento para ser discutido em comissão. Mas é sempre em plenário que ele será votado. O PCP acredita que este é um projeto que faz todo o sentido. Trata-se de justiça, não só as obras de requalificação. As obras iam começar em Março, passou, estamos em abril e ainda não arrancaram”, referiu novamente Carla Cruz.

Deputada não esquece variante à EN 101

A deputada crê que este investimento nas redes viárias é de extrema importância para a população desta região, não só a nível de segurança e deslocação mas também económico, apontando a construção da variante à EN 101 como um “projeto que vai mais longe”.

“Enquanto a variante não for construida parece-nos de todo elementar que sejam feitas as obras de requalificação, por causa da sinistralidade e para melhorar as acessibilidades”, refere.

“[A variante] melhoraria muito as acessibilidades, a ligação de Vila Verde à capital de distrito e também a Ponte da Barca, que é importante, devido à relação estreita que existe entre estes dois concelhos”, refere, apontando que é uma questão de acessibilidade mas também de dinamização económica para os dois concelhos.

Vila de Prado à espera de obras viárias

Carla Cruz falou ainda na construção da variante à EN 205 e do nó de Lama, com ligação à A3, referindo que “há muitos anos que o PCP defende uma intervenção na Vila de Prado devido a problemas de congestionamento de trânsito”.

“É importante para as pessoas daquela parte do concelho para ficarem com um acesso rápido à autoestrada. A construção do nó da A3 e a construção de um acesso na Vila de Prado a esse mesmo nó parece-nos de todo urgente. Há aqui uma dinamização económica e de parques industriais e os empresários precisam que sejam criadas essas acessibilidades”, disse ainda Carla Cruz.

Sérgio Sales vai estar atento aos desenvolvimentos do Governo

Também Sérgio Sales, deputado municipal em Vila Verde eleito pela CDU, manifestou desagrado pelas obras ainda não terem avançado e mostrou-se disponível para ouvir a população e pressionar o Governo para que as obras avancem. O deputado referiu que a solução para este problema viário em Vila Verde é da competência do Governo.

“A nossa parte o que podemos fazer é ajudar no envolvimento com a população em defesa da necessidade estratégica para o concelho”, refere, alertando para a discrepância nos investimentos. “Falava-se de Vila Verde ser pequena. Sem criar infraestruturas necessárias para o desenvolvimento do concelho, não há nenhum que consiga atingir desenvolvimento”, refere Sérgio Sales.

“O Governo minoritário do PS pode hoje fazer diferente dos governos anteriores e cá estaremos para ver a continuidade do projeto”, finalizou.

Comentários

Acerca do autor

Fernando André Silva

Fernando André Silva

Jornalista