Braga

História. Pacheco Pereira no fecho do centenário do Arquivo Distrital de Braga

Partilhe esta notícia!

As celebrações dos 100 anos do Arquivo Distrital de Braga (ADB) encerram esta sexta-feira na Reitoria da Universidade do Minho, incluindo às 14h30 o terceiro “Encontro do Centenário” e, às 21h30, o concerto “Vozes do Arquivo em Braga”. A entrada é livre para o público em geral.

O Encontro tem o tema “Os arquivos e a cidadania” e conta com o historiador e cronista político José Pacheco Pereira, o diretor-geral do Livro, dos Arquivos e das Bibliotecas, Silvestre Almeida Lacerda, o ex-subdiretor-geral de Arquivos em Madrid, Antonio González Quintana, a vice-reitora para a Cultura e Sociedade da UMinho, Manuela Martins, e o diretor do ADB, António Sousa.

À noite, já no salão medieval da Reitoria, o grupo Vozes Alfonsinas vai interpretar vinte músicas profanas, religiosas, polifónicas e da corte inscritas em documentos medievais e renascentistas, alguns deles à guarda do ADB. O diretor artístico Manuel Pedro Ferreira será acompanhado pela meio-soprano Susana Teixeira, pelos tenores João Pedro Sebastião, Sérgio Peixoto e Gonçalo Pinto Gonçalves, pelo barítono Victor Gaspar, pela rabeca e viola de arco de Madalena Cabral e pelo alaúde e os arranjos de Nuno Torka Miranda.

O centenário do ADB ficou marcado pela inauguração das novas instalações, a 28 de abril de 2017, na presença do ministro da Cultura, Luís Castro Mendes. O edifício na rua Abade da Loureira admite 16 quilómetros de documentação e tem várias áreas técnicas, pedagógicas e culturais. As comemorações englobaram ainda dois encontros, duas exposições, duas visitas guiadas e quatro tertúlias. O ADB, que é uma unidade cultural da UMinho, foi apoiado na organização pela spin-off tecnológica Keep Solutions.

Comentários

topo