Braga Cultura

História. Pacheco Pereira no fecho do centenário do Arquivo Distrital de Braga

Redação
Escrito por Redação

As celebrações dos 100 anos do Arquivo Distrital de Braga (ADB) encerram esta sexta-feira na Reitoria da Universidade do Minho, incluindo às 14h30 o terceiro “Encontro do Centenário” e, às 21h30, o concerto “Vozes do Arquivo em Braga”. A entrada é livre para o público em geral.

O Encontro tem o tema “Os arquivos e a cidadania” e conta com o historiador e cronista político José Pacheco Pereira, o diretor-geral do Livro, dos Arquivos e das Bibliotecas, Silvestre Almeida Lacerda, o ex-subdiretor-geral de Arquivos em Madrid, Antonio González Quintana, a vice-reitora para a Cultura e Sociedade da UMinho, Manuela Martins, e o diretor do ADB, António Sousa.

À noite, já no salão medieval da Reitoria, o grupo Vozes Alfonsinas vai interpretar vinte músicas profanas, religiosas, polifónicas e da corte inscritas em documentos medievais e renascentistas, alguns deles à guarda do ADB. O diretor artístico Manuel Pedro Ferreira será acompanhado pela meio-soprano Susana Teixeira, pelos tenores João Pedro Sebastião, Sérgio Peixoto e Gonçalo Pinto Gonçalves, pelo barítono Victor Gaspar, pela rabeca e viola de arco de Madalena Cabral e pelo alaúde e os arranjos de Nuno Torka Miranda.

O centenário do ADB ficou marcado pela inauguração das novas instalações, a 28 de abril de 2017, na presença do ministro da Cultura, Luís Castro Mendes. O edifício na rua Abade da Loureira admite 16 quilómetros de documentação e tem várias áreas técnicas, pedagógicas e culturais. As comemorações englobaram ainda dois encontros, duas exposições, duas visitas guiadas e quatro tertúlias. O ADB, que é uma unidade cultural da UMinho, foi apoiado na organização pela spin-off tecnológica Keep Solutions.

Comentários

Acerca do autor

Redação

Redação