Braga

Animais. Não-esterilização de gatos de rua gera revolta contra a Câmara de Braga

Saquetas de Rua
Redação
Escrito por Redação

Algumas associações defensoras dos animais em Braga estão “revoltadas” com a Câmara de Braga e com o presidente Ricardo Rio por não haver verba para esterilizar os gatos de rua.

Em comunicado, a Associação Saquetas de Rua aponta “meses de espera” pelo contacto com a autarquia, questionando o porquê de não estarem previstas verbas para esterilização de gatos de rua no bolo global de 25.000 euros no orçamento para ajudar animais desprotegidos.

Segundo Sónia Marinho, presidente da associação que esterilizou voluntariamente mais de uma centena de gatos em 2017, a Câmara “tenciona gastar uma parte significativa na esterilização dos animais” nos Centros de Recolha Autorizados (CRO), mas não prevê “nenhuma verba para esterilização de gatos que procriam na rua descontroladamente”.

Sónia Marinho afirma que a ‘Saquetas de Rua’ é a única associação legalizada do concelho de Braga que prevê nos seus estatutos o método capturar, esterilizar e devolver (CED) não achando “normal que Ricardo Rio não tenha contactado a associação, quando afirma que está a desenvolver o CED em parceria com associações devidamente acreditadas”.

A associação lembra que em 2015 o CRO sofreu obras de remodelação para que pudessem ser lá esterilizados os animais, no entanto o município recorre a serviços externos de veterinários privados para efetuar as esterilizações, em vez de se servir dos serviços internos da veterinária do município.

“Se é preciso gastar dinheiro a esterilizar fora, quando se deveria esterilizar dentro do CRO, é provável que não sobre verba para esterilização dos gatos de rua e fazer, assim, cumprir a lei”, finaliza a presidente da ‘Saquetas de Rua’.

Comentários

Acerca do autor

Redação

Redação