Vila Verde

Crianças e jovens de Vila Verde querem perceber a política em Portugal

Redação
Escrito por Redação

Dar voz aos alunos das escolas do Concelho de Vila Verde é uma das missões da CPCJ.

Foi com este propósito que a Instituição organizou, ontem, a IV Assembleia de Crianças e Jovens, no Salão Nobre dos Paços do Concelho, uma iniciativa que contou com o apoio do Município de Vila Verde.

Foram convidados a participar os alunos do 2º e 3º ciclo e ensino secudário, das cinco escolas concelhias: Agrupamentos de Escolas de Vila Verde, de Prado, de Moure e da Ribeira do Neiva, da Escola Profissional Amar Terra Verde e da Escola Secundária de Vila Verde.

O debate foi dirigido por cinco alunos representantes de cada uma das escolas, que, ao longo da sessão, foram levantando questões pertinentes acerca dos aspetos positivos e negativos da escola e do quotidiano escolar.

Os restantes alunos foram partipando ativamente, expondo as suas opinões e sugerindo medidas futuras de melhorias nas escolas.

Um dos temas mais abordado foi a questão do absentismo escolar, uma problemática que, hoje em dia, ainda se verifica. Os alunos referiram, ainda, a excessiva carga horária a que muitos consideram estar sujeitos, entre outros temas de grande relevância, como a importância de palestras que os ensinem a perceber o funcionamento da política em Portugal.

O objetivo desta iniciativa tem por base motivar os estudantes, para que não haja lugar ao desânimo, ao absentismo, ao abandono e ao insucesso escolar, assim como, promover competências de cidadania nos nossos jovens, estimulando-os a refletir e debater questões que influenciam o seu quotidiano.

Segundo a Presidente da Comissão de Proteção de Crianças e Jovens, Beatriz Santos “O objetivo deste debate é promover a participação cívica dos nossos jovens, sobretudo, em questões que lhes dizem respeito. Era muito importante que as escolas do concelho tivessem esta prática e esta rotina de particação dos alunos”.

Depois da sessão, as ideias de aperfeiçoamento acordadas pelos alunos, serão apresentadas nas direções das respetivas escolas, de forma a que, dentro do possível, sejam implementadas.

Comentários

Acerca do autor

Redação

Redação