Braga Cultura

Cultura. Teatro da escola Sá de Miranda encheu para ver peça sobre psicose

Redação
Escrito por Redação

Com o teatro da escola Sá de Miranda completamente lotado, teve lugar no passado dia 18 de abril, a representação da peça “4.48 Psicose”, da autoria da dramaturga inglesa Sarah Kane.

A iniciativa, da responsabilidade tripartida da Associação Cultural Francisco Sá de Miranda, Junta de Freguesia de S. Vicente e da Câmara Municipal de Braga, inseriu-se noâmbito do DESCENTRA 2018 e do projecto “Olh’ó Teatro”. “4.48 Psicose”, encenado por Afonso Fonseca, com interpretações de Eugénia Brito e Paulo Pereira, é um texto fragmentado e consecutivamente interrompido por um grito de alguém que procura amar, ser amada, viver e ser feliz, nem que, para isso, tenha de escolher morrer. A ciência, mais propriamente a psiquiatria, oferece-se para desfocar o alvo de quem lucidamente se vê a caminho do nada, sem esperança.

O cenário, constituído por cortinas brancas, translúcidas, são adornos do hospital ou visão, ingénua, de quem pensa conhecer a cor e espessura do espírito e da morte. Cadeiras brancas, colocadas cirurgicamente, representam lugares que são memórias, visões, de consultórios médicos, hospitais ou implesmente, sítios de estar só.

Ele, o médico, com uma aparente passividade, manipula ouvindo, receitado e passeando por todo o espaço (mente). Ela, a paciente, vive na procura o que é, do que deseja ser, na impossibilidade de o ser, na memória que a lembra e na alucinação que a persegue.

Assistiram à peça de teatro Antonieta Silva (directora do Agrupamento de Escolas Sá de Miranda); Maria José Tinoco (directora da Associação Cultural Francisco Sá de Miranda); José Manuel Mendes (presidente da Associação Portuguesa de Escritores); Fausto Farinha, (antigo director da Escola Secundária Sá de Miranda); Fernando Mendes (Associação Braga +); do escritor/poeta Fernando Aldeia e de uma turma do 12º ano da Esc. Sec. Sá de Miranda acompanhada por Manuela Bastos.

Para além destes elementos ligados de alguma forma ao mundo das Artes e da Cultura, assistiram também membros da Assembleia de Freguesia de . S. Vicente (Tony Reis e José Coimbra Barbosa) e da presidente da Assembleia de Freguesia de S. Vicente Rosa Carvalho, Da parte do executivo da Junta de Freguesia esteve presente Domingos Alves, Vogal para a Cultura).

Comentários

Acerca do autor

Redação

Redação