Braga

Braga. Junta de São José de São Lázaro e São João do Souto vai ter nova sede

(c) Bombeiros de Vila Verde
Redação
Escrito por Redação

A sede da União de Freguesias de São José de São Lázaro e São João do Souto irá mudar-se, em breve, para o edifício do ‘Pé Alado’, no Largo Carlos Amarante. O contrato de arrendamento das instalações, celebrado entre o Município e o Seminário Conciliar de Braga, foi aprovado esta segunda-feira, dia 30 de abril, na reunião do Executivo Municipal.

Esta solução concretiza uma ambição da população desta união de freguesias, cuja junta tem vindo a solicitar à autarquia uma alternativa face ao problema de desajustamento das atuais instalações da sua sede. O edifício está a ser alvo de um processo de reestruturação global, que abrange também a sua reabilitação. A intervenção é totalmente assumida pelo Seminário Conciliar e tem um custo de 250 mil euros. Em julho, o reabilitado edifício será entregue à Junta da União de Freguesias para que possa iniciar o processo de mudança de instalações.

“Esta mudança será igualmente uma mais-valia para o território, contribuindo para a regeneração de uma zona que tem vindo a registar vários factores de novidade, com os investimentos privados a trazerem uma dinâmica muito importante e que é para nós motivo de satisfação”, realçou Ricardo Rio, presidente da Câmara Municipal de Braga.

O contrato de arrendamento é válido por dez anos. No primeiro ano o valor da renda será de 6.500 euros por mês; no segundo ano a renda sobre para 7.500 euros por mês e no terceiro ano fixa-se em 8.500 euros por mês, mantendo-se este valor para o restante período. No final desse período, o Município de Braga poderá optar pela aquisição do edifício pelo valor de 1 milhão e 350 mil euros – é deduzida ao preço a importância correspondente a 40% do valor das rendas pagas nesse período.

No que se refere ao edifício do S. Geraldo, anexo ao `Pé Alado´, o autarca sublinhou que está a ser formatada a memória descritiva do edifício para que se possa avançar com a elaboração do projecto de arquitectura. “Temos o desejo de ver o espaço intervencionado já este ano para que no próximo ano possa estar ao serviço da comunidade enquanto Media Arts Center”, disse.

O Media Arts Centre será um espaço de convergência entre arte, ciência e tecnologia e o meio privilegiado para a criação, experimentação, aprendizagem, apresentação e exposição da produção em Media Arts, constituindo-se como um espaço multipolar, contaminando diferentes locais da cidade e criando assim uma rede urbana que liga diferentes estruturas com funções e dinâmicas complementares: residências, espaços expositivos, laboratórios, Makerspace, Hackerspace e espaço de cowork entre artistas e empresas.

Comentários

Acerca do autor

Redação

Redação