Destaque Vila Verde

Vila Verde. Bombeiros benzeram novas viaturas

Decorreu esta tarde a bênção de duas novas viaturas que passam a estar ao serviço da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Vila Verde (AHBVVV), durante o segundo Encontro de Fanfarras daquela corporação.

As viaturas, benzidas pelo padre Artur Gonçalves, foram apadrinhadas pelo presidente da Assembleia Geral da AHBVVV, Álvaro Santos em conjunto com a esposa Isabel Carvalho, e ainda pelo comando, corpo ativo e quadro de honra dos BVVV.

Um pedido de Carlos Braga, presidente da direção, que ainda em dezembro passado benzeu duas ambulâncias de transporte não-urgente e agora vê iniciar serviço uma ambulância de socorro com aplicação de transporte para crianças e um veículo de combate a incêndios florestais (VFCI) topo de gama.

Se com o novo VFCI os bombeiros ganham maior segurança, conforto e maior capacidade de resposta no terreno durante incêndios de grande dimensão, com a nova ambulância a população passa a dispor de mais um meio em caso de acidente ou situação de emergência.

Chegada em fevereiro ao quartel em Vila Verde, o novo VFCI tem uma capacidade superior de armazenamento de água (3800 litros) e mais 300 para assegurar a segurança do próprio carro caso esteja dentro do fogo.

Luís Morais, comandante em exercício da corporação, mostrou-se satisfeito com as caraterísticas da viatura, sobretudo a nível de segurança.

“Esta viatura traz mais segurança para os operacionais”, referiu na altura da aquisição. “A tecnologia que vem no carro, quer a nível de estrutura quer a nível da máquina, não são só as que estão nas normas da ANPC como garante que fomos mais longe”.

“Fomos tão longe que a cabine permite, e é uma das minhas preocupações, que os elementos tenham mais conforto, não se sintam acanhados dentro da cabine. Nesta podem estar de pé e os bancos são mais confortáveis”, aponta.

“A cabine é inteiramente pressurizada, o que significa que em caso de risco, os elementos, para além de estarem protegidos por aspersores que estão a toda a volta da cabine para fora, dentro da cabine os operacionais vai respirar um ar limpo durante o momento em que estiverem mais próximos do fogo”, destaca ainda.

No que toca à ambulância benzida, segundo o presidente da AHBVVV, Carlos Braga, era um “investimento necessário”.

“Esta nova ambulância foi considerada o furgão do ano no ano passado e garante qualidade e segurança para o transporte”, avançou ainda o presidente.

A ambulância é uma Volkswagen Crafter, que foi considerada “comercial do ano 2017” e tem o custo para a AHBVVV de 56,665.48 euros, confirmou o V na ata de reunião do passado dia 20 de março.

Comentários

Acerca do autor

Fernando André Silva

Fernando André Silva

Jornalista