Braga Destaque

Tribunais. Constituídos arguidos autores de roubo de automóvel em Braga

Arquivo PSP (c) FAS / Semanário V
Agência Lusa
Escrito por Agência Lusa

O Ministério Público no Tribunal de Guimarães acusou nove arguidos da autoria de crimes de furto, recetação, falsificação, roubo e burla, cometidos entre 2015 e 2017, em vários concelhos do Norte, anunciou hoje a Procuradoria-Geral Distrital do Porto.

Em nota publicada no seu site, aquela Procuradoria refere que, de acordo com a acusação, os arguidos atuavam com “associação grupal variável, conforme as situações.

O Ministério Público (MP) acusa-os de se terem apropriado de três automóveis, em Braga, Guimarães e Vila Nova de Famalicão e de lhes colocaram matrículas falsas, passando a usá-los.

Os arguidos são ainda acusados de assaltarem seis veículos automóveis em Braga, Paços de Ferreira e Guimarães, subtraindo parte do que lá se encontrava.

O assalto a um transeunte em Guimarães, tirando-lhe o cartão multibanco e o respetivo código, usando depois o cartão para levantar dinheiro e fazer aquisições de bens, é outro dos factos imputados aos arguidos.

O MP diz que os arguidos também assaltaram um estabelecimento de frutaria, tabacaria e papelaria, em Vermoim, Vila Nova de Famalicão, ameaçando o dono com uma caçadeira, prendendo-lhe as mãos com cabos e forçando-o a entregar bens e valores.

Por último, tentaram assaltar uma residência em Valongo.

Três arguidos respondem por um crime de furto qualificado na forma tentada, um por recetação, quatro por furto qualificado, três por falsificação de documentos, quatro roubo agravado e dois por burla informática.

Comentários

Acerca do autor

Agência Lusa

Agência Lusa