Braga

Cultura. Braga anuncia Bienal de Arte Sacra e já há 123 artistas inscritos

Redação
Escrito por Redação

A Atlas Violeta Associação Cultural e Apoio Social aos Países de Língua Portuguesa, organiza em parceria com o Museu Pio XII e o Município de Braga, a Primeira Bienal Internacional de Arte Sacra Contemporânea em Braga que ocorrerá de 3 de agosto,a 3 de setembro de 2018, no Museu Pio XII e Torre de Santiago, em Braga. A conferência de apresentação aconteceu no dia 16 de maio, e contou com a presença de Ricardo Rio, do presidente da associação, António Bernardi, da curadoria artística, Cristina Bernardini e do artista bracarense, Santiago Belacqua.

O projeto tem como principal objetivo realçar “a beleza, singularidade, verdade e bondade” presente na Arte Sacra Contemporânea. A I Bienal Internacional de Arte Sacra Contemporânea de Braga, pretende promover a Arte Sacra, num olhar mais moderno, para que as gerações contemporâneas desmistifiquem esta forma de expressão tão consagrada. A participação está aberta, a quem pretender demonstrar e partilhar a sua criatividade. As peças exibidas que, pelo entender do júri, cumprirem os termos de qualidade, terão direito a um prémio que garante reconhecimento dentro do mundo da Arte Sacra. Serão atribuídos prémios para os 1º,2º e 3º lugares e ainda um prémio escolhido pelo público, que visitar a Bienal. A entrega de prémios será em setembro no Theatro Circo, durante uma gala com data a anunciar.

Segundo, o presidente da Associação organizadora, António Bernardi ” A entrada será gratuita para 450 pessoas mediante convites, com o objetivo de permitir que a população tenha a oportunidade de confraternizar com as Artes.”

A Atlas Violeta acredita que as artes podem e devem estar de braços dados com causas socias e, por isso, acreditamos que será muito importante juntar esse cariz social à Primeira Bienal Internacional de Arte Sacra Contemporânea de Braga 2018.

A curadoria artística, Cristina Bernardini afirma que as “ inscrições foram abertas no passado dia 04 de abril e finalizam a 31 de maio, verificando-se, até ao momento, mais de 123 Artistas inscritos de diversos países. E terá a presença de alguns artistas convidados como o artista visual e ambiental, Brasileiro Valter Nú, conhecido pelas suas grandes esculturas em sucata e o artista plástico, Santiago Belacqua natural de Braga, que desde o primeiro momento abraçou o projeto.”

O objetivo da Bienal Internacional de Arte Sacra Contemporânea em Braga é poder registar, a cada edição da exposição, uma crescente afluência, por parte dos artistas e do público provenientes dos quatro cantos do mundo, suscitando o interesse pela arte, nesta cidade, que é uma grande referência religiosa, uma vez que é conhecida como uma cidade de Arcebispos, o que tende a aumentar o fluxo de visitantes à cidade!

Para promover, a Primeira Bienal Internacional de Arte Sacra Contemporânea, no mês de julho, António Bernardin afirma: “teremos uma ação solidária de recolha de roupas, calçados e brinquedos, sendo esta ação o resultado da parceria com a Empresa Sarah Trading, cujo objetivo é o reaproveitamento de materiais têxteis, em prol de um mundo melhor, pois tudo aquilo que já não é útil para uns, pode fazer toda a diferença para outros.

Para dignificar e premiar os artistas participantes da Primeira Bienal Internacional de Arte Sacra Contemporânea 2018 em Braga estão garantidas as presenças de Jorge Ferreira da Costa Ortiga, Arcebispo da Arquidiocese de Braga, o José Paulo Leite de Abreu, Cónego Museu Pio XII , Bernardo Reis, Provedor Santa Casa da Misericórdia de Braga, .Ricardo Rio, Presidente Câmara Municipal de Braga, Melchior Moreira, Presidente Turismo do Porto e Norte de Portugal, E.R. entre outros.

Comentários

Acerca do autor

Redação

Redação