Destaque Vila Verde

No Centro Escolar de Soutelo a união faz a força e quem ganha são as crianças!

Redação
Escrito por Redação

Numa altura em que caminhamos a passos largos para o final do ano escolar, estivemos à conversa com os vários elementos que compõem a comunidade educativa para descobrir os segredos do sucesso e perceber o que mudou em Soutelo com a implementação do novo Centro Escolar. O esforço e a dedicação de todos os intervenientes são os grandes trunfos de um estabelecimento de ensino que é já uma referência na nossa região. Construído em 2015, resultado de um investimento superior a um milhão de euros, juntou no mesmo local as turmas de Jardim de Infância e Primeiro Ciclo da freguesia, que passaram a dispor de condições de excelência para o desenvolvimento da prática educativa.

Foi numa destas tardes quentes e ensolaradas de maio que a professora Gabriela (coordenadora do centro educativo) nos recebeu. É hora de recreio e a azáfama ecoa à distância entre gargalhadas e correrias, cantigas e adivinhas, jogos e brincadeiras… Vida a fervilhar em toda a sua plenitude. À chegada, o portão fechado a ‘sete chaves’ garante que todas as entradas e saídas de pessoas são controladas por um responsável da escola. É preciso tocar a campainha. A espera é curta e a visita começa pela biblioteca escolar, um espaço bem equipado, quer ao nível da literatura, quer das novas tecnologias. A temperatura fresca cria uma atmosfera extremamente agradável, contrastando com o calor tórrido que se faz sentir lá fora. Mas nem sempre foi assim.

Uma volta de 180 graus

Gabriela Marques é professora em Soutelo há 12 anos. Conhece bem a realidade local e experimentou na primeira pessoa a mudança da antiga escola primária para o novo e moderno Centro Escolar que, atualmente, alberga mais de uma centena de alunos (59 do primeiro ciclo e 42 do pré-escolar). Um leve sorriso instala-se-lhe no rosto à medida que folheia o livro de memórias pessoais e vai partilhando recordações. “Eram outros tempos…”. Quando fala sobre a melhoria das condições de ensino, decorrente das novas instalações, o sorriso estende-se e ganha a companhia de um indisfarçável brilho nos olhos. Um misto de nostalgia e regozijo que deixa transparecer de forma cristalina o sentido de missão de quem encontrou na profissão a verdadeira vocação.

O edifício moderno trouxe consigo mais conforto, munindo a comunidade escolar com as condições necessárias para desenvolver um melhor e mais diversificado leque de atividades. Os novos materiais didáticos são sinónimo de maior motivação e melhores de condições. O mobiliário foi remodelado e procedeu-se à aquisição de novos materiais pedagógicos. O sistema informático foi renovado e foram adquiridos dois quadros interativos, que tornam a aprendizagem mais estimulante e efetiva. Lá fora, o espaço exterior amplo assume-se como um local de excelência para fazer amigos e desgastar energias, com parque infantil incluído e uma zona coberta de recreio.

Acompanhamento para lá do horário escolar e em período de férias

A tudo isto soma-se a forte união e a entreajuda constante entre todos os intervenientes. Uma densa lista de predicados que fazem do estabelecimento de ensino soutelense uma referência na região, com serviços ao dispor de pais e alunos que se estendem muito para lá das fronteiras do ensino. Não há margem para dúvidas. O bem-estar de pais e alunos é prioritário para a comunidade escolar, que não poupa esforços para proporcionar aos jovens um serviço de excelente qualidade.

Nesse sentido, a Associação de Pais e a Junta de Soutelo uniram esforços para criar o Complemento de Apoio à Família, um serviço que funciona em articulação com a comunidade docente e discente. Esta solução garante que as crianças têm acompanhamento profissional mesmo para lá do horário escolar (desde as 07h às 19h), durante o intervalo de almoço e também no período de férias escolares (paragem de Natal, Carnaval, Páscoa e durante todo o mês de julho). Gabriela Marques recorda que este horário é flexível e pode ser ajustado em função das necessidades dos encarregados de educação. A coordenadora do Centro Escolar frisou também que durante estes períodos são desenvolvidas atividades lúdico pedagógicas para que as crianças possam adquirir novas competências enquanto se divertem.

Objetivo a curto prazo: integrar a Rede de Bibliotecas Escolares

Durante a semana, o Complemento de Apoio à Família inclui atividades para o pré-escolar (teatro, inglês e ginástica) e para o primeiro ciclo (dança e karaté). No período de férias escolares, abarca um leque mais abrangente de iniciativas, como workshops, cinema, teatro, expressões plásticas, visitas de estudo, idas à praia e ao rio… Atividades estimulantes planeadas com o objetivo de tornar mais interessantes as férias da pequenada sem lhes retirar a merecida diversão.

Apesar dos excelentes indicadores, a comunidade escolar não descansa à sombra do sucesso alcançado e continua a preparar um futuro mais próspero. Um dos objetivos passa por integrar a Rede de Bibliotecas Escolares, cuja candidatura está a cargo do Agrupamento de Escolas de Vila Verde. A biblioteca soutelense já dispõe de diversos materiais didáticos, no entanto, a integração da Rede de bibliotecas permitirá um enriquecimento tanto a nível de obras disponíveis como de equipamento tecnológico. No espaço exterior, haverá também lugar a uma intervenção que consiste na pintura do piso com jogos tradicionais, dando azo a brincadeiras que estimulam a criatividade e promovem maior interação entre as crianças.

Condições de excelência para o desenvolvimento integral dos jovens alunos

Agora, vamos conhecer melhor o complexo educativo. O hall espaçoso que nos recebe abre-se para as várias valências da instituição. Depois da biblioteca, segue-se um refeitório extremamente amplo (também utilizado como espaço multifunções), onde se desenrolam palestras, peças de teatro e as atividades do Complemento à Família, entre muitas outras. Lá fora, os dias mais cinzentos já não causam tanta mossa, porque o coberto oferece um porto seguro durante os períodos de intervalo. E por falar em intervalo, sempre que o clima o permite as crianças podem desfrutar do parque infantil, a que se segue um longo e amplo espaço exterior, propício para as eletrizantes brincadeiras dos mais jovens. De regresso ao interior, bem decorado e esteticamente aprazível, um longo corredor divide a escola em duas alas. Uma com cinco salas de primeiro ciclo e outra com três de ensino pré-escolar, garantindo que há espaço suficiente para que as aulas possam decorrer confortavelmente e para que se desenvolvam diversas atividades lúdico-pedagógicas, planeadas com o intuito de proporcionar momentos de diversão e aquisição de competências variadas. A própria arquitetura do edifício, moderna e colorida, ajuda a construir um ambiente aliciante e atrativo para os mais jovens. Estão reunidas todas as condições para o desenvolvimento pessoal e formativo dos jovens alunos.

Protocolo entre a Junta e a ADCA garante serviço de Psicologia e Terapia da Fala

A Junta de Freguesia de Soutelo acompanha a par e passo a vida da comunidade escolar, assumindo-se como parte ativa na criação de melhores condições de ensino para pais, alunos e profissionais. Prova disso mesmo (além das diversas atividades organizadas durante o ano escolar em conjunto com a associação de pais e os responsáveis pelo centro escolar) é o mais recente protocolo estabelecido entre a autarquia soutelense e o Grupo ADCA (Apoio ao Desenvolvimento de Crianças e Adolescentes), com o objetivo de aumentar o leque de serviços ao dispor de pais e alunos. Assim, a comunidade escolar passa agora a contar com o serviço de psicologia (inúmeras valências: gestão de conflitos, problemas de concentração, ansiedade…) e o de terapia da fala. A educação é uma prioridade para o executivo liderado por Filipe Silva, que vê na formação das crianças um investimento indispensável para a criação de um futuro mais próspero. Neste âmbito, a Junta de Freguesia de Soutelo apoia o Centro Escolar, tanto em termos de logística como de financiamento, no Complemento de Apoio à Família e em inúmeras atividades lúdico pedagógicas (teatro, expressão plástica, visitas de estudo…) que são realizadas ao longo do ano letivo. Iniciativas desenvolvidas com o objetivo de enriquecer a experiência educativa dos alunos, proporcionando-lhes a aquisição de diversas competências além das que figuram no programa curricular.

“As condições ideais para as crianças iniciarem o seu percurso escolar”

O presidente da APAES (Associação de Pais e Amigos das Escolas de Soutelo), Miguel Costa, não hesita na hora de afirmar que “a decisão de o [filho] matricular neste centro escolar foi acertada. Nele existem as condições ideais para as crianças iniciarem o seu percurso escolar. Uma equipa docente de qualidade, auxiliares de educação/operacionais dedicadas e um edifício escolar recente são os pontos fortes do centro escolar de Soutelo e que devem ser considerados quando temos que decidir onde matricular os nossos filhos”, afirmou, enquanto encarregado de educação. Como presidente da APAES, Miguel Costa sublinha que, fruto do excelente entendimento entre a associação, Junta de Freguesia e o Centro Escolar, são desenvolvidas ao longo do ano inúmeras atividade lúdico-pedagógicas que, além de fazerem as delícias da pequenada, se revelam extremamente profícuas para a formação integral dos mais novos. Recentemente a APAES, na pessoa do seu presidente, “representa as associações de pais e encarregados de educação no Concelho Municipal de Educação, o que permite ter um papel ativo na coordenação da política educativa a nível municipal”, finalizou Miguel Costa.

Comentários

Acerca do autor

Redação

Redação