Destaque Vila Verde

Vila Verde. Carlos Cação avança com construção de passadiços no rio Vade

Fernando André Silva

Era um sonho antigo e começa a ser uma realidade. O rio Vade, no norte do concelho de Vila Verde, vai ter passadiços e os primeiros já estão a ser construídos pela junta de freguesia da UF do Vade.

Em declarações ao Semanário V, o autarca salienta que este é “o primeiro passo” para a construção de um sonho antigo, como já havia revelado em setembro de 2017 ao V, e que começa agora a tornar-se realidade.

“Isto não é só prometer. A construção de passadiços ao longo de todo o rio Vade é um investimento megalómano e sabemos agora que não será feito a curto prazo. No entanto, decidimos aproveitar que vamos receber a edição deste ano do Trail Antonino para darmos os primeiros passos nesse sentido”, revela.

Numa primeira fase, estão a ser construídos dois passadiços que permitem não só atravessar o rio como ter acesso a caminhos que podem muito bem ser classificados no futuro como uma ecovia. “Num futuro próximo vamos construir mais em sítios onde haja essa possibilidade, sem gastar muito dinheiro”, diz Cação.

Com esta intervenção, começa a ser possível caminhar junto ao leito do rio Vade, um dos mais selvagens e puros da região, que nasce na freguesia de Aboim da Nóbrega e Gondomar e desagua no rio Lima, em Ponte da Barca.

Comentários

Acerca do autor

Fernando André Silva

Fernando André Silva

Jornalista