Braga Destaque Vila Verde

Bruna Silva. A nova Miss Braga é escuteira e voluntária do Banco Alimentar

(c) Luís Ribeiro / Semanário V
Fernando André Silva

Bruna Silva, de Palmeira, foi eleita Miss Braga 2018 no dia em que completou 17 anos, vencendo também o prémio de Miss Fotogenia.

A jovem modelo que estuda ciências sócioeconómicas na Escola Secundária de Vila Verde arrebatou o júri do concurso que elegeu a representante distrital para o concurso Miss Queen Portugal, que decorre em setembro, em Viana do Castelo.

“É um concurso importante e eu não ia com muitas ilusões porque era a primeira vez que participava e ia mais pela experiência e com o objetivo de evoluir e conhecer novos desafios. Acabei por ganhar um objetivo novo que é o representar Braga, que não era de todo esperado, mas gostei imenso e estou muito satisfeita com o resultado”, revela Bruna, que prepara agora um trabalho ambiental para apresentar na final em setembro.

Chegada a Portugal com dois anos de idade, vinda do Brasil onde os pais estavam emigrados, Bruna é já uma figura integrada na comunidade, pertencendo ao agrupamento de escuteiros de Coucieiro e à Associação dos Amigos de João Baptista, também daquela freguesia de onde a mãe é natural. Já o pai é de Ponte São Vicente, também concelho de Vila Verde.

Para além da atividade escutista, incluíndo o ACANUC 2018 que iniciou no mesmo dia em que a modelo venceu o concurso e a mesma não faltou, chegando lá já de madrugada, Bruna também ajudou na angariação de fundos para as vítimas dos incêndios de 2017.

Enfermeira no Centro de Saúde de Vila Verde, a mãe, Gracinda Ferreira, mostra-se orgulhosa pela conquista da filha. “Até porque foi no dia de anos dela, foi um belo presente”, aponta, explicando que a vontade da filha sempre foi “entrar no mundo da moda”.

“As pessoas sempre lhe disseram que tinha jeito para modelo mas eu tentei sempre empurrar porque achei sempre que era muito cedo. Entretanto, por volta dos 15 anos, ela entrou para uma agência de modelos de Braga e agora ganhou este concurso que foi o primeiro em que participou”, refere ainda Gracinda.

Já Bruna diz querer seguir a profissão de modelo mas sem esquecer os estudos que também pretende prosseguir na área da gestão e economia, de preferência “conciliando as duas carreiras”. “Tenho preferência pela carreira de modelo mas não vou deixar de estudar”, garante a também voluntária do Banco Alimentar contra a Fome de Braga.

“O meu obetivo não é vencer concursos mas sim evoluir na carreira e surpreender, aprendendo também com as experiências dos outros”, finaliza a modelo que já participou em desfiles como o Tibães Fashion ou a gala Namorar Portugal.

Comentários

Acerca do autor

Fernando André Silva

Fernando André Silva

Jornalista