Vila Verde

Saúde. Comunistas questionam Governo sobre obras na extensão da Portela do Vade

(c) FAS / Semanário V
Fernando André Silva

Carla Cruz, deputada do PCP eleita pelo círculo de Braga, questionou o Governo através de carta sobre vários aspectos relacionados com a requalificação da Extensão de Saúde do Vade, que deverá ter início ainda durante este mês de junho.

A deputada comunista quer saber que alternativas dentro da freguesia foram avaliadas pelo Ministério da Saúde para albergar a extensão de saúde enquanto vão decorrer as obras, sendo quase certo que os utentes vão ser albergados temporariamente no Centro de Saúde de Vila Verde, a mas de 10 quilómetros de distância.

Carla Cruz quer saber porque não foram aceites as alternativas apresentadas pela junta de freguesia, nomeadamente a Casa do Povo e o Multiusos, e, havendo necessidade de deslocar os utentes para Vila Verde, que medidas pretende o Governo tomar para apoiar a deslocação numa região “desprovida de transportes públicos adequados”.A deputada comunista questiona ainda o tempo previsto para essas mesmas obras, o que as motiva e em que consistem.

As obras de requalificação naquela extensão de saúde, anunciadas há mais de um ano, têm previsão de início ainda para este mês de junho e um prazo de execução previsto de seis meses, devendo regressar ao funcionamento no início de 2019, num investimento de 300 mil euros suportados pela Câmara de Vila Verde.

Comentários

Acerca do autor

Fernando André Silva

Fernando André Silva

Jornalista