Destaque Vila Verde

Vila Verde. Rua estreita em Barbudo é ratoeira para bombeiros

Fernando André Silva

Os moradores da rua Vasco da Gama, em Barbudo, Vila Verde, estão fartos de esperar pelo alargamento da via, que estará prometida há ano e meio e não vê meio de avançar.

Com cinco habitações, a rua fica demasiado estreita a meio caminho para que passe, por exemplo, uma ambulância de emergência, situação que acaba por ser necessária devido a problemas de saúde de alguns dos moradores, que documentaram essas mesmas situações em fotos. Mas não são só as ambulâncias a única dor de cabeça para os bombeiros naquela rua.

Próxima do Monte Castelo, local habitualmente fustigado por incêndios, é recorrente durante o verão que os camiões de combate a incêndio, de grande porte, entrem por aquela via para chegar a outros pontos do monte, mas quando avançam, é já tarde para perceber que a via perde quase metade da largura a meio caminho.

Ao que o Semanário V apurou, os materiais para a requalificação da rua já foram disponibilizados pelo departamento de obras da Câmara de Vila Verde mas a junta de freguesia ainda não deu início à requalificação.

O Semanário V tentou contactar José Faria, presidente da junta, mas este permaneceu incontactável em tempo útil.

Comentários

Acerca do autor

Fernando André Silva

Fernando André Silva

Jornalista