Destaque Vila Verde

Vade. População entrega abaixo-assinado na Câmara de Vila Verde

BE questionou ACeS que gere centro de saúde de Vila Verde (c) Luís Ribeiro / Semanário V
Fernando André Silva

Mais de 700 utentes da Extensão de Saúde da Portela do Vade participaram num abaixo-assinado que foi entregue na Câmara de Vila Verde, exigindo que as instalações temporárias do espaço de saúde se mantenham nas freguesias do Vade.

Ao que apurou o Semanário V, os porta-vozes do abaixo-assinado terão recebido a resposta que mais temiam: “Não há alternativa e as assinaturas não adiantam de nada”.

Segundo Daniel Pereira, utente daquele centro de saúde, não haverá qualquer solução por parte da autarquia para este desenlace, o mais temido pelos utentes que se espalham pela UF do Vade, Aboim da Nóbrega e Gondomar e ainda do lugar de Cisão, em Barros.

Ao grupo de utentes, António Vilela terá dito que a melhor forma de levar os utentes para o Centro de Saúde de Vila Verde será mesmo com um autocarro, mas Daniel Pereira teme que não haja essa disponibilidade diária.

No que toca a medicação, a autarquia terá assegurado que os mesmos vão ser disponibilizados no Espaço Cidadão, para evitar deslocações desnecessárias a Vila Verde.

Nuno Oliveira, diretor da ACES II, que engloba o Centro de Saúde de Vila Verde, já terá confirmado a deslocação temporária da extensão do Vade para o centro da vila, conforme já tinha sido avançado em exclusivo pelo Semanário V.

Comentários

Acerca do autor

Fernando André Silva

Fernando André Silva

Jornalista