Braga

Economia. Fujitsu quer aumentar número de empregos em Braga

Redação
Escrito por Redação

A tecnológica japonesa Fujitsu quer aumentar o ritmo de empregos criados em Portugal, apontando a média de 300 novas vagas por ano, anunciou o diretor geral da empresa Carlos Barros durante o evento “Fujitsu World Tour”, na passada quinta-feira, em Lisboa.

“Vamos crescer a uma média de 300 novos postos de trabalho por ano”, disse, explicando que nesta altura trabalham na Fujitsu em Portugal mais de 1900 pessoas, a maioria divididas entre o centro de competências de Lisboa, onde são cerca de 1000, e o centro de competências de Braga, onde já trabalham 350 pessoas.

Em declarações ao jornal Dinheiro Vivo, a diretora de marketing da filial portuguesa, Susana Soares, indicou que Braga e Lisboa servem setores como o petrolífero, bancário, indústria e retalho.

A mesma diretora avança que a Fujitsu vai abrir novos centros de competência em Portugal, embora sem avançar quais, para investir na “realidade aumentada”, garantindo ainda que esta é a maior empregadora japonesa no nosso país.

A empresa aumentou o número total de colaboradores em mais de 1.000 (em mão-de-obra altamente qualificada) no país, está por cá há 40 anos e quer continuar a ajudar a tornar Portugal “um centro para competências digitais”.

Comentários

Acerca do autor

Redação

Redação