Destaque Vila Verde

Organizador de caminhadas insatisfeito com a “geringonça” de Aboim

Redação
Escrito por Redação

Armando Carriça, organizador de caminhadas que incluem os trilhos que passam na freguesia de Aboim da Nóbrega e Gondomar, na fronteira entre Vila Verde e Ponte da Barca, está insatisfeito com a “geringonça” política da junta de freguesia por nenhum dos três membros (PSD, PS e IND) terem comparecido ao último evento que decorreu na sexta-feira ou terem dado qualquer apoio para o mesmo.

Segundo o organizador da primeira Caminhada ao Luar em Aboim, o seguro dos participantes foi assegurado pela Câmara de Vila Verde e pela ATAHCA, com os comerciantes locais (de uma padaria e de um restaurante) a contribuírem não só com a alimentação mas a também participarem no evento.

O organizador diz mesmo que na caminhada participaram elementos de várias juntas de freguesia do concelho e representantes da autarquia, que mostra todo o interesse na divulgação turística que estes eventos proporcionam ao norte do concelho de Vila Verde.

Carriça diz ao Semanário V que tanto o presidente da junta (PSD) como o secretário (IND) foram convidados a participar na caminhada e quando chegou a altura não apareceu ninguém, nem mesmo o tesoureiro, que representa o PS.

“Desta forma, com esta geringonça política, já nem temos um representante que não esteja no poder a quem nos queixar”, lamenta Carriça, revelando que a primeira edição da Caminhada ao Luar foi “muito positiva”.

“Organizamos esta caminhada durante a noite de sexta para sábado, ao luar, e conseguimos juntar cerca de 30 participantes, o que considero muito positivo para uma estreia, numa noite em que estava frio e a lua mal apareceu”, diz o organizador.

Comentários

Acerca do autor

Redação

Redação