Cultura Destaque Vila Verde

Vila Verde. Cervães reconheceu seus habitantes em gala de mérito

Prémios em Cervães (c) Mariana Gomes / Semanário V
Mariana Gomes
Escrito por Mariana Gomes

A Junta de Freguesia de Cervães, com o apoio do Município de Vila Verde, organizou, no passado sábado, uma cerimónia de Atribuição de Prémios de Mérito e Reconhecimento nas áreas da Educação, Cultura e Empreendedorismo.

O presidente de Junta de Cervães, Hélder Forte, afirmou que a  iniciativa pretende contribuir para a motivação dos habitantes e para “reconhecer que a comunidade tem pessoas, associações e instituições que se destacam em vários níveis. Que dão o seu melhor para que a freguesia tenha o máximo de valências”. Hélder Forte acrescentou, ainda, que “Cervães é uma freguesia dinâmica, em crescimento e desenvolvimento” e com pessoas que merecem reconhecimento.

A entrega de prémios contou com a presença do vice-presidente da Câmara de Vila Verde, Manuel Lopes, que subiu ao palco acompanhado do pároco de Cervães, José Manuel Fernandes e do presidente de Junta. Na área da Educação foram premiados os melhores alunos do 1.º ao 4.º ano e dois alunos universitários, naturais de Cervães, que concluíram com mérito os cursos de História e Direito da Universidade do Minho, Luís Gonçalves e Joana Oliveira, respetivamente. Ainda na área da Educação, como reconhecimento do trabalho de uma vida, foram homenageadas as ex-professoras Júlia Costa e Maria da Assunção Oliveira.

Os jovens empreendedores, Hélder Gonçalves e Xavier Oliveira, que em 2010 criaram a página ‘Tá Bonito’, “líder de entretenimento online”, com cerca de dois milhões de seguidores no facebook, foram reconhecidos com o prémio na área do empreendedorismo. Foi, ainda, reconhecida uma funcionária da Junta de Freguesia, Manuela Macedo, que durante 25 anos trabalhou ao serviço da comunidade.

Na área da cultura foi premiado o Maestro Alfredo Macedo e o Rancho Folclórico de Cervães, pelos seus 35 anos de atividade.

A cerimónia terminou com o vice-presidente da Câmara de Vila Verde, Manuel Lopes, a louvar a iniciativa que homenageou “desde os mais pequenos aos mais velhos” e que serviu para encorajar “aqueles que estão agora a começar, para que nunca desistam, e aqueles que, durante muito tempo, levaram às costas a sua terra com muita dificuldade”.

Comentários

Acerca do autor

Mariana Gomes

Mariana Gomes

Jornalista