Braga

Lista de socialistas banida do congresso do PS/Braga recorre do Tribunal Constitucional

Redação
Escrito por Redação

A lista de militantes socialistas que afirma ter sido banida de ir a eleições no último congresso distrital do Partido Socialista, realizado em março, em Cabeceiras de Basto, vai recorrer do acórdão de juízes do Tribunal Constitucional que decidiu não dar seguimento ao recurso apresentado sobre a rejeição ou banimento da lista que foi apresentada para sufrágio dos delegados no último congresso.

A lista continua a considerar que “não foi feita justiça” e por isso vai recorrer da sentença coletiva para o plenário do Constitucional. Examinada a decisão que nos chegou no final da semana passada, identificamos que o TC não respondeu ao cerne da questão (foi ao lado) em que solicitamos a análise e que se centra na não admissão da lista candidata a sufrágio, único facto pelo qual foi elaborado o protesto, entregue na altura própria, no lugar próprio – Congresso, tendo sido impugnado todo o ato nas 48h subsequentes, nos termos dos regulamentos do PS”, referem os socialistas.

“É lamentável que a justiça do TC não se preocupe em apurar, (até com testemunhas), se a lista apresentada cumpria os Estatutos e a Lei”, diz ainda a lista de socialistas que vai recorrer da decisão, vincando que “a lista deveria ter sido admitida para concorrer em oposição à outra e o resultado deveria ter sido apurado depois do exercício do voto secreto dos militantes, pois houve quem não queria que a democracia funcionasse e assumiu atitudes só comparáveis com práticas de tempos que achávamos idos”.

Comentários

Acerca do autor

Redação

Redação