Amares Destaque

Motociclista de Amares não resistiu aos ferimentos. GNR de luto

Redação
Escrito por Redação

Miguel Viana, militar da GNR no destacamento da Póvoa de Lanhoso, não resistiu aos graves ferimentos provocados após uma colisão do motociclo onde seguia com outra viatura, ao final da tarde desta quinta-feira, na EN 308, em Figueiredo, Amares, quando seguia para casa.

Natural e residente em Dornelas, concelho de Amares, o militar de 30 anos, era uma figura bastante acarinhada não só por entre a própria GNR como por toda a população de Amares e Póvoa de Lanhoso, onde era conhecido por ser uma pessoa “cheia de vida”, como recordam alguns amigos. Fazia também voluntariado para organizações internacionais.

O corpo vai agora ser autopsiado no Instituto de Medicina Legal sediado no Hospital de Braga.

A NICAV da GNR investiga as causas do acidente mas Miguel terá chocado de frente contra um veículo que estava a entrar à EN 308 naquele momento.

À família enlutada e a todos os militares e estruturas de comando da Guarda Nacional Republicana o Semanário V apresenta as enlutadas condolências.

Comentários

Acerca do autor

Redação

Redação