Destaque Vila Verde

Exclusivo. Provedor convida Juncker a tratar a “ciática” no Hospital de Vila Verde

Redação
Escrito por Redação

“Temos aqui o remédio para ele”. As palavras são de Bento Morais, provedor da Santa Casa da Misericórdia de Vila Verde (SCMVV) em relação à “dor ciática” do presidente da Comissão Europeia Jean-Claude Juncker.

Contactado pelo Semanário V a propósito de uma visita de uma delegação de Bruxelas à SCMVV, o provedor recorda a “tradição” da cura da “dor ciática” no concelho, por parte do médico António Guimarães, que não era especialista mas procedia ao corte do nervo ciático que “curava” a maleita ao utente e que depois passou o ensinamento a uma enfermeira de Turiz, já reformada.

“Essa especialidade foi durante muito tempo um marco em Vila Verde através do corte do nervo ciático, mas isso era controverso. Nós, no Hospital de Vila Verde, continuamos a combater essa condição de forma eficaz mas agora através de um neurocirurgião especializado”, diz Bento Morais.

Ao Semanário V, o provedor adianta mesmo que vai deixar pessoalmente o convite a Juncker através de uma delegação de Bruxelas que se desloca aquele hospital na próxima segunda-feira.

“É curioso porque vamos receber uma delegação de Bruxelas e está relacionado com o Plano Juncker. Vou deixar pessoalmente o convite áquela delegação e dizer que aqui temos o remédio para os problemas do líder europeu”, disse, bem-disposto, Bento Morais.

António Costa ajudou Juncker com “crise ciática”

O porta-voz da Comissão Europeia agradeceu hoje publicamente ao primeiro-ministro português, António Costa, pela ajuda prestada ao presidente Jean-Claude Juncker na quarta-feira à noite, quando este sofreu “uma crise particularmente dolorosa de ciática”.

“Na noite de quarta-feira, o presidente [Juncker] sofreu uma crise particularmente dolorosa de ciática, acompanhada de cãibras. O presidente já disse publicamente que a ciática condiciona a sua a capacidade de andar, o que infelizmente foi o caso na noite de quarta-feira”, explicou Margaritis Schinas.

O porta-voz do executivo comunitário reagia assim às insistentes questões colocadas pelos jornalistas na conferência de imprensa diária da instituição, depois de, na quinta-feira, ter começado a circular nas redes sociais um vídeo no qual se pode ver Jean-Claude Juncker a ser amparado por diversos chefes de Estado e de Governo, entre os quais o primeiro-ministro português, António Costa, numa cerimónia incluída no programa oficial da cimeira da NATO.

“O presidente quer agradecer publicamente aos primeiros-ministros Mark Rutte [da Holanda] e António Costa pela ajuda naquele momento doloroso. O presidente está a tomar medicação e sente-se melhor”, asseverou.

Na quinta-feira, António Costa justificou o comportamento do presidente da Comissão Europeia com uma crise de ciática, em resposta à pergunta de um jornalista da agência Associated Press.

Numa conferência de imprensa dominada pelo episódio protagonizado por Jean-Claude Juncker, Margaritis Schinas negou que o presidente do executivo comunitário estivesse embriagado, justificando o seu cambalear com a referida crise de ciática.

O que é a “dor ciática”

A dor ciática consiste em sintomas de dor, formigueiro, fraqueza ou adormecimento que se originam na região lombar, descem pela região glútea até à porção posterior da perda, acompanhando o trajeto do nervo ciático.O nervo ciático é o nervo mais longo do corpo humano e estende-se da região lombar da medula espinal até à região posterior de cada perna, enviando depois ramificações até ao pé.

A dor ciática resulta da compressão ou irritação deste nervo e, por isso, acompanha o seu trajeto.

Comentários

Acerca do autor

Redação

Redação