Amares Destaque

Amares. Idosos da Valoriza visitaram o Alto Minho

Redação
Escrito por Redação

O Luz de Presença, projeto dinamizado pela Valoriza com apoio das autarquias de Amares, e que promove atividades de envelhecimento ativo, realizou o seu passeio anual, desta vez ao Distrito de Viana do Castelo, juntando cerca de 160 idosos.

O intenso convívio foi um dos pontos mais marcantes, numa jornada que começou com uma visita a Vila Nova de Cerveira, onde todos participaram num animado almoço, terminando nos jardins da muralha de Valença do Minho, com o regresso a fazer-se após um lanche partilhado por todos.

Pedro Costa, presidente da Valoriza saudou todos os presentes, mostrando-se agradado com a adesão “que juntou mais de metade dos participantes das atividades semanais”. Realçou que “o projeto está enraizado nas dinâmicas do concelho, prova disso o facto de estar na maioria das freguesias de Amares, apoiado, tanto pela Câmara de Amares, como pelas Juntas de Freguesia aderentes”.

Como vem sendo hábito, o projeto faz férias no mês de agosto, no entanto, “voltaremos em setembro, com as atividades regulares, embora, como já é hábito, com uma ou outra novidade”, realçou o responsável.

Contas feitas, o dirigente frisa que este é um projeto que “merece o grande esforço que fazemos para o colocar no território do concelho”, porque desde 2013, quando o Luz de Presença ganhou um prémio da Fundação EDP, “as pessoas habituaram-se a esta presença nas suas vidas”. Daí para cá, revela que os apoios das autarquias “é fundamental, mas cobrem apenas 60% a 70% das despesas do projeto, sendo que a Valoriza tem que angariar receitas para o conseguir colocar no terreno”.

“Gostei do dia foi um dia bastante agradável, as técnicas foram bastante importantes para que o dia fosse um dia feliz. Para o ano que cá estejamos e que seja como o dia de hoje, agradável”, disse Justino Fernandes, de Amares.

Mª Adelaide Carvalho e Mª Glória Carvalho.

Já Delfina Machado, de Caldelas, diz ter gostado muito. “Gosto muito de passear e do convívio… eu para passear estou sempre. Desde que ando nestas atividades sinto-me muito bem”.

Do Bico veio Domingos Fernandes que garante que “em três anos de participação neste projeto, foi o passeio mais bonito e maravilhoso. Vila Nova de Cerveira, terra de cultura, bom comer, artesanato, jardins bem cuidados… e que deixa saudades de lá voltar”.

Comentários

Acerca do autor

Redação

Redação