Destaque Vila Verde

Sem especulações, Ilídio Torres bate com a porta ao Bloco de Esquerda

Redação
Escrito por Redação

José Ilídio Torres, candidato pelo Bloco de Esquerda à Câmara de Barcelos nas últimas eleições autárquicas, apresentou a demissão do partido.

O escritor que é também treinador nas camadas jovens do Vilaverdense FC, anunciou através das redes sociais que a demissão foi feita “atempadamente”, desmarcando qualquer ligação ao “caso Robles”, exposto esta sexta-feira pelo Jornal Económico.

“Eleitas que foram há algumas semanas as novas Comissões Coordenadoras Concelhias e Distritais do Bloco de Esquerda, e demitindo-me atempadamente de ambas, não tendo apoiado, sequer votado em qualquer das listas, achei por bem, na plena consciência do meu posicionamento político, solicitar a saída de militante do partido”, diz José Ilídio Torres.

“Não o fiz por discordar deste ou daquele posicionamento ou estratégia, e discordo bastante”, assegura, garantindo que “se assim fosse, permanecia e lutava pelas minhas convicções”.

Ilídio Torres apresenta a demissão por já não se rever no BE nem na “coordenação nacional”, dizendo mesmo que não vislumbra alternativas.

“Da mesma forma como não premeditei a minha entrada na vida política, mas defendi sempre os interesses do partido que me elegeu, saio sem qualquer tipo de mágoa com ninguém”, garante, acrescentando que o BE é “um partido fundamental na vida política portuguesa” enquanto se apelida a ele próprio como, e dizendo que isso basta, “só o José Ilídio, amigo do seu amigo”.

Comentários

Acerca do autor

Redação

Redação