Braga

Corrida de rolamentos atravessa Bairro da Alegria em Braga

Redação
Escrito por Redação

A Associação de Moradores do Bairro da Alegria (Braga) volta a realizar a festa anual nos dias 4 e 5 de agosto (sábado e domingo). A corrida de rolamentos, que se realiza pelo terceiro ano consecutivo é uma das principais atividades, uma vez que percorre o centro do Bairro, descendo a Rua Quinta da Armada e vira para a Rua Fernando Oliveira Guimarães.

“Pela inclinação das ruas, esta é uma das melhores pistas de Braga para esta atividade que junta pessoas de várias gerações. No ano passado participaram cerca de 30 pessoas, pelo que esperamos que o número cresça. Este ano lançámos um concurso de desenho para os alunos da escola primária, para que fossem eles a criar o cartaz da corrida de rolamentos. Tivemos mais de 100 propostas”, refere Sebastião Ribeiro, presidente da Associação de Moradores do Bairro da Alegria

A corrida de rolamentos decorre no sábado, a partir das 14h. As inscrições têm um custo simbólico de inscrição de 7€ (inclui seguro). Todos os participantes recebem uma lembrança, havendo troféus para os vencedores de cada categoria: Tradicional, Alterados, Livres e Trike. As inscrições podem ser realizadas por e-mail (a.m.b.a.onossobairrosomosnos@gmail.com), por telefone (Paulo Marques 936501107) ou por inscrição online.

A festa decorre no recinto da Escola do Bairro da Alegria. Ao longo dos dois dias há música e comes e bebes. O programa arranca no dia 4 de Agosto, às 10h, com uma Eucaristia em memória dos morados falecidos. Às 14h decorre a corrida de rolamentos. Às 21h actua o Grupo de Violas e Cavaquihos Augustinhos de Braga e às 22h30 haverá um concerto de Tony Costa.

No dia 5 (domingo) decorre a partir das 9h uma caminhada solidária entre o Bairro da Alegria e o Complexo Monumental das Sete Fontes, que inclui a visita ao interior das minas. Às 12h30 será a vez de um piquenique partilhado ao som do grupo Cantares da Terra. Às 17h haverá aulas de zumba. A partir das 20h actuam Mingos Trio e Leonel Figueiredo.

“Esta festa é um momento de reencontro dos alegrienses, muitos a viverem fora do país. Ajuda a dar mais visibilidade ao Bairro da Alegria. Ao mesmo tempo tem uma dimensão de solidariedade que permite ajudar os moradores com mais dificuldades”, completa Sebastião Ribeiro

Comentários

Acerca do autor

Redação

Redação