Destaque Vila Verde

Rui Silva fala das críticas internas a Rui Rio e lamenta saída de Santana Lopes

DR
Fernando André Silva

Rui Silva, deputado do Partido Social Democrata (PSD) na Assembleia de República e líder da concelhia social-democrata de Vila Verde, não se mostra surpreendido com o recente ‘ataque’ do social-democrata Pedro Duarte ao líder do partido, Rui Rio, e lamenta a saída de Pedro Santana Lopes do partido para a criação de um novo.

Em declarações ao Semanário V, o deputado diz não estar surpreso com as recentes declarações ao Expresso do antigo líder da JSD, Pedro Duarte, que criticou a atuação “branda” de Rui Rio em relação ao Governo e mostrou-se disponível para substituir o presidente do partido.

“Em relação ao Pedro Duarte, ele podia ter-se apresentado como candidato no último congresso e não o fez, e hoje está a criticar a estratégia de Rui Rio, mas nada disso me surpreende porque o atual presidente do PSD tem uma maneira muito própria de estar na política, que não agrada aos que esperavam uma imagem da política em que se crítica tudo só por estar na oposição”, refere o deputado, afirmando que “não se pode esperar essa estratégia de Rui Rio”.

“O presidente do PSD põe Portugal à frente dos interesses do partido e é por isso que critica quando está mal, sobretudo nos problemas que temos tido na saúde, educação e justiça, e chega a consensos com o Governo no que toca a acordos como o caso da descentralização ou da concertação social. Essa é que é a postura de um líder responsável, como é Rui Rio, que coloca sempre o país e os portugueses à frente dos interesses pessoais”, atira Rui Silva, lamentando a postura agressiva de políticos como o colega de partido Pedro Duarte.

“Muita gente está sempre à espera do espetáculo na política mas o político sério e credível, como é Rui Rio, deve sim apresentar propostas alternativas reais para o desenvolvimento de Portugal, como foi o caso da natalidade”, disse ainda Rui Silva, garantindo que “Rui Rio não encaixa no perfil daquele político espetáculo mas sim naquele que contribui para a estabilidade dos portugueses”.

Já sobre as recentes notícias que avançam intenções da criação de um novo partido fundado por Pedro Santana Lopes, o deputado lamenta que seja essa a opção, mas não espera mais do que a “defesa dos valores de Portugal” por parte do candidato derrotado às últimas eleições do PSD.

“Santana Lopes é ainda um ativo importante dentro do PSD, fez um percurso interno brilhante que o levou a presidente do partido e a primeiro-ministro e isso mostra que sempre teve credibilidade junto dos portugueses para servir os portugueses e o partido. É uma decisão que apenas a ele lhe diz respeito, que eu lamento, mas que tem todo o direito de o fazer”.

Comentários

Acerca do autor

Fernando André Silva

Fernando André Silva

Jornalista