Destaque Vila Verde

Dez sismos nos últimos três dias. Vila Verde sob vigilância do IPMA

Redação
Escrito por Redação

Foram registados dez sismos nos últimos três dias com epicentro no concelho de Vila Verde, segundo dados disponibilizados pela divisão de Geofísica do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA). Segundo os mesmos dados, este é o concelho do continente onde foi registada maior atividade sísmica na última semana.

Foram onze os sismos registados desde o passado dia 2, sendo que dez deles ocorrem desde a manhã do passado sábado [4 de agosto], mas apenas dois desses sismos, em simultâneo, foram percebidos esta manhã pela população.

Pelas 7h13, dois sismos em simultâneo provocaram um forte abanão na zona central do concelho de Vila Verde, com um a registar 3.0 e outro a registar 3.2 de magnitude na escala de Richter. No mesmo instante, um sismo de 2.1 abalava Terras de Bouro.

Mas foram registados mais três sismos na manhã desta segunda feira no concelho, com o primeiro a dar-se pelas 6h56, com magnitude de 1.1, não sendo sentido nem notado. Pelas 7h07, novo sismo, de 0.8, novamente sem ser sentido e outro, já depois do ‘abanão’ sentido, foi registado pelas 7h22, este com magnitude de 1.9, e que também terá sido percebido pela população que já se encontrava em alerta. Mas esse terá sido o último, pelo menos por hoje.

O primeiro abalo registado da sequência de dez foi no sábado, pelas 8h26. Um sismo na escala 2.0 que não terá causado qualquer alarme, embora tenha sido mais forte que o segundo sentido hoje. No mesmo dia foram registados mais três sismos de menor intensidade durante meia-hora. Também na madrugada de sábado para domingo, novo sismo, pelas 4h59, com magnitude de 1.2, que não foi notado nem sentido pela população.

Só Monchique registou tanta atividade sísmica

Apesar desta concentração sísmica anormal ao longo dos últimos dias no concelho, “não há motivo para alarme da população”, apurou o Semanário V junto da divisão de Geofísica daquele instituto.

O geofísico Fernando Carrilho, chefe de divisão de Geofísica do IPMA, confirmou ao Semanário V que “existiu” este fenómeno em Vila Verde ao longo dos últimos dias, ao qual apelidou de “uma concentração sísmica de baixa magnitude”, dizendo ainda que “hoje, a partir das 7h13, existiu um evento mais forte que foi sentido pela população num raio de 30 quilómetros”.

“São sismos muito pequenos que, embora não seja normal acontecerem com esta sequência no mesmo local, não representam motivo para alarme”, garantiu o geofísico, não dando nenhum motivo em concreto para esta atividade, sendo que no resto do país, apenas no sul houve igual registo, no caso, em Monchique, onde decorreram os incêndios nos últimos dias.

Com a sequência a ser registada no período de maior calor, o geofísico garante que estes sismos nada têm a ver com a temperatura máxima ‘infernal’ registada nos últimos dias. “As causas da atividade sismica têm origem a muitos quilómetros de profundidade e o que se passa na atmosfera não é correlacionável com essa atividade sismica”, disse.

No que toca à atividade sísmica em Vila Verde, o geofísico assegura que o concelho está sob vigilância. “Se nos apercebermos de algo excecional estaremos imediatamente em contacto com a Autoridade Nacional da Proteção Civil, mas de momento não há motivos para alarme”, vincou Fernando Carrilho.

Registo da atividade sísmica de Vila Verde dos últimos 4 dias

2 de agosto 13h20 1.4
4 de agosto 8h26 2.0
4 de agosto 8h50 1.0
4 de agosto 8h57 1.1
4 de agosto 8h58 0.8
5 de agosto 4h59 1.2
6 de agosto 6h56 1.0
6 de agosto 7h07 0.8
6 de agosto 7h13 3.0
6 de agosto 7h13 3.2
6 de agosto 7h22 1.9

Nota de redação: Porque é que deve publicitar no Semanário V. Enquanto uns falam com autarcas para agradar, nós falamos com especialistas para informar.

Comentários

Acerca do autor

Redação

Redação